sexta-feira, 7 de março de 2014

Tags: , ,

BR Properties - Balanço Trimestral - 4T2013


Nome: BR Properties S.A.
Códigos de Negociação: BRPR3
Atividade Principal: Compra, Venda e Incorporação de Imóveis Comerciais Prontos ou a Construir; Administração de Imóveis Próprios ou de Terceiros; Arrendamento; Exploração Comercial, Locação Sub-locação de Imóveis Comerciais Próprios e Outros
Setor: Imobiliário
Sub-Setor: Exploração de Imóveis
Site 1: Press Release
Site 2: RI
Site 3: Bovespa


1 - Dados de Desempenho

 

2 - Lucros


3 - Margem Líquida Trimestral e ROE Trimestral

 4 - Médias


5 - Dados de Alavancagem


6 - Dívidas de Curto e Longo Prazo


7 - Caixa e Dívidas


8 - Dívidas por Patrimônio e Lucro Trimestral


9 - Quadro Resumo das Ações Monitoradas
 

10 comentários:

  1. [ ] Excelente
    [ ] Ótimo
    [ ] Bom
    [ ] Ruim
    [X] Péssimo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acompanho a empresa. Algum motivo especial para este preju?
      Abraços

      Excluir
    2. A BRPR vendeu alguns imóveis abaixo do valor contabilizado no patrimônio.

      Excluir
    3. "Aproveitamos a oferta e acabamos vendendo os ativos um pouco abaixo do (valor) patrimonial, o que resultou em prejuízo não-caixa no último trimestre. Mas não afetou a geração de caixa nem o negócio da companhia", disse à Reuters o diretor financeiro e de relações com investidores da BR Properties.

      Já as despesas financeiras no quarto trimestre aumentaram 32 por cento, para 192 milhões de reais.

      No fechado do ano, o lucro foi de 81,2 milhões de reais, queda de 93 por cento sobre o resultado de 2012, quando a companhia teve um ganho não-caixa de 1,825 bilhão de reais na reavaliação das propriedades para investimento, após a incorporação da One Properties.

      A desaceleração da economia tem preocupado analistas e investidores sobre a demanda no Brasil por escritórios, segmento responsável por 70 por cento do portfólio da companhia.


      Está uma certa confusão esta venda de imóveis, veja só...

      A BR Properties anunciou nesta quarta-feira que acertou a venda de galpões comerciais para o grupo Global Logistic Properties (GLP), de Cingapura, por 3,18 bilhões de reais, depois que negociações de exclusividade com a WTGoodman terminaram.

      A companhia, que tem como principal acionista o Banco BTG Pactual, informou que a transação envolve 34 imóveis industriais e de logística, os mesmos que foram alvo de negociações com a WTGoodman em novembro passado.

      Segundo a BR Properties, a transação com o grupo GLP, que afirma ser umas das líderes globais em condomínios logísticos, com presença no Brasil, China e Japão, depende da aprovação de autoridades de defesa da concorrência, entre outras condições.

      A companhia já havia feito o ajuste contábil da venda dos galpões à WTGoodman em seus resultados do quarto trimestre, divulgados no mês passado, o que a levou a um prejuízo líquido de 149,1 milhões de reais no período.

      "Apesar da gente ainda não ter vendido ... e dado que a gente tinha aceitado este preço e não existe nenhuma comparável melhor do que a proposta aceita... a gente achou por bem já fazer (o ajuste contábil) no último trimestre", disse à Reuters na ocasião da divulgação dos resultados o diretor financeiro e de relações com investidores da BR Properties.


      Enfim, se o negócio for mesmo concluído, e a vacância do setor continuar diminuindo em 2014 como eles esperam, os números podem melhorar. Senão, o futuro é negro.

      Excluir
  2. Essa dá medo. Tô fora de imobiliárias. A única que eu compraria - com receio, no entanto - é a CYRE3.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aportes no setor imobiliário estão por hora paralisados. Nem EZTC3 tô querendo comprar mais.

      Excluir
  3. putz, Uó... que paulada hein?! Concordo com o Trader Lusitano, não é um setor que ache interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeira empresa da carteira a apresentar lucro negativo. #medo

      Excluir
  4. Tem a LPSB3, com ótimos resultados nesse setor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O segmento da Lopes é diferente da BRPR3, a lopes atua quase como uma imobiliária não é isto? intermediando compra e venda. Já a BRPR3 é quase um FII em forma de ação, rs, atua na exploração dos imóveis, agora já diminuindo a diversificação com a vendas de todos os imóveis logísticos. Mais uma que cresceu demais da conta e agora está enxugando.

      Excluir