segunda-feira, 21 de julho de 2014

Poupança para Filhos: Investimento Programado


Boa noite pessoal!

Como grande parte dos leitores do blog já sabem, me tornei pai há um mês atrás. É um menininho que está trazendo muitas alegrias para a casa. Fruto de muita batalha, planejamento, dedicação e acima de tudo amor dos pais. Lutamos, sofremos, tivemos alegrias e frustrações, mas felizmente conseguimos realizar o grande sonho. Graças ao estado-da-arte da medicina reprodutiva atual, este milagre tornou-se realidade. Depois farei um post a respeito deste processo.

O post de hoje é sobre a poupança que delineei para o meu filho e o "modus operandi" para fazer funcionar a idéia de forma automática e simples.

Acredito que para definir uma poupança deste tipo, o pai deverá estabelecer apenas o tipo de investimento e o aporte a ser realizado. O tipo de investimento irá depender do perfil de investidor e do conhecimento financeiro. Já o aporte (valor e peridiocidade) irá depender do horizonte vislumbrado para o investimento.

Um investidor mais conservador irá escolher a caderneta de poupança ou um título do tesouro de prazo longo. Já um investidor arrojado poderá escolher algum ativo de renda variável como ações e FIIs.

Qual seria então o horizonte a ser vislumbrado? Esta é uma escolha particular de cada um. Alguns pais desejarão acumular um valor que pague a faculdade do filho. Outros irão acumular um valor que pague a festa de 15 anos da filha. Baseando no valor final desejado e no tempo de investimento então será calculado o aporte mensal.

A figura abaixo apresenta o esquema de poupança estabelecido para o Uorrem Bife Jr.:


É fácil perceber que é um esquema baseado em investimentos de renda variável. Temos um fluxo de entrada de dinheiro novo (Aporte Programado do Pai) e um fluxo de reinvestimento de dividendos (Proventos da Carteira).

Para a felicidade do Uorrem Bife II o porquinho dele já nasceu gordinho. Lá dentro tem alguns FIIs e ações compradas pelo Uorrem Bife Pai nos últimos meses, o que tem gerado um fluxo mensal entre R$550,00 e R$650,00. Como estes ativos estão em uma corretora específica, diferente da corretora que opero atualmente, então fica muito tranquilo separar a "carteira do pai" da "carteira do filho".

A corretora em questão fornece um produto bem interessante que é o "Investimento Programado". Através deste mecanismo o investidor define o aporte mensal a ser realizado e os ativos a serem aportados nas suas respectivas proporções desejadas. O que fiz então foi agendar no meu banco uma transferência programada de R$550,00 mensais para a corretora. Este dinheiro novo, somado com os proventos que caem mensalmente na corretora, serão utilizados para as compras mensais de CIEL3 e ABEV3.

A idéia é ir aumentando o valor dos aportes na medida em que os proventos também aumentem. A cada trimestre ou sementre poderei também reprogramar as transferências bancárias de modo a reajustar o valor por um índice inflacionário.   

Muitos devem estar se perguntando: Quando o Jr. poderá quebrar o porquinho? rs.

Bom, espero conseguir educar o filhão de forma que esta idéia nunca passe pela cabeça dele e que este porquinho seja o embrião da sua independência financeira.

58 comentários:

  1. Parabéns por sua atitude Uó! Espero que seu filho tenha a sabedoria de entender a importância de termos uma relação saudável com o dinheiro.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu I.L.
      E espero que a Cielo não comece cair agora que comecei a aportar, rs.

      Excluir
    2. Tomara, voce quer dizer ... ;)

      Excluir
  2. Olá Uó! Parabéns pelo filho!
    Me planejo para ter filho daqui 2 anos e penso como você. Assim que vier ao mundo já começarei a fazer pequenos aportes para ele. Ainda não sei qual a modalidade, mas isto já está definido em minha cabeça.
    Penso também em não contá-lo que ele terá um pequeno patrimônio. Primeiramente educa-lo e que ele possa pegar gosto pelas finanças pessoais, entre acertos e erros.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entenda como uma crítica e sim como uma sugestão, mas porque vc não começa a poupança do seu filho já?

      Excluir
    2. Boa sugestão! Mas como atualmente não sou pai, tenho prioridades a cumprir entes da chegada dele!

      abs!

      Excluir
    3. Vc pode começar com digamos... R$10,00, só para criar o hábito...

      Excluir
  3. Esta questão de "criar o hábito" sugerida pelo Leman Rico é simbólica mas ao mesmo tempo muito eficaz. Tenho certeza que o I.I. já tem o hábito de poupar, talvez não pensando no filho mas em outros objetivos. Se for um investimento de longo prazo vai acabar ficando para o filho mesmo como herança, mesmo que o objetivo atual não seja este.

    O interessante de criar este 'simbolismo' é que vc faz um pacto consigo mesmo, pois sempre digo: o maior inimigo de qualquer investidor não é a volatilidade do mercado ou as crises, é ELE MESMO. Tanto a volatilidade quanto as crises são poderosos aliados de qualquer investidor, basta definir um plano estratégico e seguí-lo, com pequenos ajustes ao longo do caminho.

    Então este pacto, este compromisso, é uma forma de fazer o plano ser seguido, psicologicamente vc está agora armado contra vc mesmo correto? Ou vc vai colocar a poupança do filho no jogo? Vai vender tudo porque subiu muito? Vai comprar MMX porque está barato? Tenho certeza que seu filho irá lhe questionar as cagadas que forem executadas, e sua imagem de pai estará na corda bamba, rs.

    Então é isto, trate a poupança do seu filho com o maior carinho, ele terá orgulho de vc, não pelo valor final, e sim pelos objetivos, estratégias, disciplina e coerência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como não tenho filhos mas a mentalidade de criar uma futura "poupança" para ele vejo como uma forma natural de deixar um patrimônio para que seja dele também! Pois quero minha IF, imóveis, bons investimentos, ou seja, de uma forma natural eu obtendo patrimônio para mim, automaticamente será uma segurança para mim e para um futuro filho.

      Excluir
  4. Parabéns pelo filhote!!!!! Desejo que consiga educa-lo financeiramente.

    abraços

    ResponderExcluir
  5. Parabéns Uó, bela iniciativa. Ótimas ações para o longo prazo.

    Que tal uma estatal nesse meio?

    Quais foram as ações pesadas para a carteira do Jr e qual foi o critério de seleção para termos Ciel e Abev como vencedoras?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Seu Guarda, obrigado!

      Nada de estatal por enquanto, no futuro quem sabe, rs. Porque sugeriu?

      Então, esta carteira que o filho está herdando está hoje com alocação de 25% em ações e 75% em FIIs. Estes ativos estão na corretora Rico que já não operava por ela desde janeiro último pois a corretagem está cara lá. Estava sem saber se tirava os ativos da corretora ou se mantinha pois estava pagando taxa de custódia.

      Então conversei com eles a respeito de isentarem a minha custódia para eu manter os ativos. Eles não aceitaram mas me informaram sobre estre produto de investimento programado. O qual isenta a taxa de custódia e a corretagem é 50 centavos.

      Então resolvi manter os ativos lá para ter um fluxo de caixa mensal. Restava então determinar os aportes mensais. Resolvi então começar com 550 reais.

      Decidi também escolher uma ação de dividendos e outra de crescimento. A lista esra esta:

      Dividendos:

      CMIG3
      ETER3
      PSSA3
      BBAS3
      LEVE3
      GRND3
      CIEL3

      Crescimento:

      RENT3
      EZTC3
      CTIP3
      CCRO3
      ITUB3
      UGPA3
      TOTS3
      ABEV3
      BRFS3
      MDIA3
      ANIM3

      A maior parte destes ativos ainda não estão disponíveis para investimento programado na corretora, então a lista reduziu mais ainda. Como queria ativos robustos e que descem um certo caráter defensivo à carteira então escolhi a Cielo e a Ambev, tive que pensar muito não, rs.

      Abraço!

      Excluir
    2. * corretagem = 0,50% do valor

      Excluir
  6. Eu PARTICULARMENTE não gosto de pensar - ``poupança para meu filho`` - mas talvez eu faça o mesmo com outro pensamento.

    Penso - vou investir da maneira que achar correta - reinvestir e aproveitar os lucros para aumento de patrimonio etc e tal.. Quanto mais rico eu for.. mais rico meu legado será... E talvez essa mentalidade seja a melhor poupança financeira que eu possa deixar para meu bacuri.

    vou adorar ouvir sua opinião a respeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Giga, confesso que nunca tinha me passado pela cabeça esta história de poupança para filho. Mas de um dia para o outro meu deu um 'click', rs. No fundo é a mesma coisa, mas como eu disse aí em cima em outro comentário, é uma ato mais simbólico do que prático. Se você conseguir sua I.F. com certeza seu filho irá se beneficiar disto, não é mesmo?

      Excluir
  7. O melhor a fazer pelo seu filho é cuidar da SUA aposentadoria e não dar trabalho pra ele no futuro.

    Entendo que mesmo que vc tenha condições, o ideal é ele se virar para pagar a própria faculdade. Ajudar até pode ser, mas pagar tudo... NÃO!

    Alem disso, quem era a Cielo há 20 anos (1994)?? Será que ela sobrevive por mais 20??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu Butiquim.

      Concordo em parte com seu posicionamento. Eu nunca estudei em escola particular mas meu pai bancou os livros, almoços, taxas, etc até eu receber meu primeiro salário. Até a 8a. série estudei em escola estadual na minha cidade. No segundo grau fiz curso técnico em escola federal. Já a engenharia fiz na universidade federal. Da mesma forma não gostaria de pagar faculdade para o filho mas se for preciso e eu tiver condição pode ser que aconteça.

      Sobre as ações escolhidas, nada impede de serem trocadas por melhores ativos ao longo dos anos. Tem que ter bom senso.

      Excluir
  8. acho que o ideal seria comprar 1 título NTNB Principal 150535 (R$ 747,17) por mês pro lelesk. É mais simples, fácil, seguro e também tem o segmento de Compras Programadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ou então 0,5 título, sipah

      Excluir
    2. Vou desenhar se você não entender o que o uorrem quis dizer. Ele não quer RF, pois como é longo prazo e ele tem perfil arrojado, ele quer ações. Entendeu sonny songo mongo?

      Excluir
    3. s, ele quer acoes

      dai, NA MINHA OPINIAO, o ideal seria TD, pois acho importante minimizar as chances de dar merda quando o conforto dos filhos estah na jogada

      Excluir
    4. mas ele quer ganhar mais meu fiiiiio. pelamor, vc já viu em algum lugar dizendo que no longo prazo a RV sempre supera a RF?

      Excluir
    5. eeeeeitcha, tah dificil

      MINHA OPINIAO

      pros filhos, + seguranca - retorno eh melhor

      todavia a RF no Brasil eh diferenciada, sipah supera RV no lp

      Excluir
    6. Soni, é como o anom disse, é questão de perfil. É um risco calculado, por exemplo, se eu fosse um velhinho prestes a aposentar tipo assim, faltando 5 anos para eu aposentar, você acha que eu estaria apostando todas as fichas na renda variável? Não né.
      Mas considerando que meu filho tem apenas 1 mês de vida, e considerando que ele irá se aposentar com 40 anos, seria arriscado aportar apenas em ações nos seus primeiros 20 anos de vida? Acha realmente arriscado?

      NTNB é dinheiro certo em 2035, CIELO e AMBEV sabe-se lá o que sofrerão nos proximos anos, mas se eu não tivesse apetite para risco não estaria aqui conversando sobre ações. Você não tem?

      Excluir
  9. Uorrem, estou aguardando o post prometido por você a mim, do passo a passo mais básico possível para que eu gere DARF e pague a este governo sugador o imposto devido ao lucro obtido na venda de FII. POR FAVOR, preciso isso logo e você é minha esperança!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, você tem até o último dia do mês para fazer opagamento correto? Prometo não lhe deixar na mão, mas preciso realizar uma pesquisa, tem muitos meses que não pago nada ao governo, a verdade paguei umas 3 vezes só, nem lembro mais.

      Excluir
  10. Segue o W.B. “Quero dar a meus filhos bastante dinheiro para que possam fazer o que quiserem, mas não dinheiro o bastante para que não façam nada.”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei!
      Mas eu não vou dar dinheiro, vou dar uma carteira para ele administrar. Quanto melhor for a performance dele mais ele receberá.

      Excluir
  11. Uó, te mandei um gráfico sobre o movimento dos investidores na IBOVESPA em julho. Cheque seu e-mail depois! Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu seu guarda, este gráfico representa a realidade do mercado atual. Perceba os estrangeiros entrando em massa no mercado e fazendo tudo subir, e ao mesmo tempo a sardinhada vendendo tudo aproveitando a altinha, não é isto? rs

      Excluir
  12. Cara, suor másculo escorreu dos meus olhos ao ler este post. Queria que meu pai tivesse tido esta mesma mentalidade hehehehe.
    Como ele não teve, n tem problema =D, quando eu tiver um filho vou fazer deste modo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza que ele lhe ensinou outras coisas, pai é pai, e tenho certeza que você ensinará muito ao seu filho.
      Abraço!

      Excluir
  13. Fantástico Uo. Você é diferenciado!

    ResponderExcluir
  14. Acho que o principal objetivo deve ser educar seu filho, isso no sentido amplo da palavra.

    Parabéns pela iniciativa!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Correto LdL, não vejo a hora de começar a discutir ROE e margens com o filho, rs. Mas até lá vamos ver muitas animações no cinema e jogar vide-game,rs.

      Excluir
  15. Parabéns UO, o Bifinho terá um futuro brilhante. Abraço do Bagual.

    ResponderExcluir
  16. Uo

    eu faço diferente. Eu capitalizo a mim mesmo. No período de gozar do dinheiro vou ter somente FIIs que me gerarão renda mensal. Imagino que eu vá ter milhões de cotas de FIIs o que vai gerar dinheiro para mim e para que eu possa ajudar meus filhotes. Quando eu morrer, eles assumem meus FIIs e tocam os investimentos em RV deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só tomar cuidado com esta frase: " Quando eu morrer, eles assumem meus FIIs e tocam os investimentos em RV deles."
      Educação é tudo, sem isto eles irão queimar tudo, rs.

      Excluir
    2. Bem verdade mas p morto não sofre as cagadas dos filhos....

      Excluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Belo post, Uó. Não tinha pensado numa estratégia tão boa para criar uma poupança para meus futuros filhos. Valeu pelos insights. :)

    Gostei bastante da escolha das ações. Se bobear, vc "corre o risco" do seu filho ser mais rico q vc daqui a uns 15 anos. hehehe

    Abração!

    ResponderExcluir
  19. Uo também estou de olho nessa postagem que vc vai fazer sobre declaração de lucro dos FIIs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. blz, só acho que vcs nao deveriam estar pagando isto, pq vender FII?

      Excluir
  20. Uó bom dia!

    Tava dando uma olhada no site da Rico sobre este investimento programado e consta que a corretagem é 0,5% da valor, e não 0,50 como você falou nos comentários..

    Confere??

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto mesmo, 0,50 seria para o investimento mínimo de 100 reais. Aplicando 1.100 reais como eu em dois ativos pagaria 5,50. Ainda sim uma taxa competitiva. Se eu for comprar pela MyCap pagaria 10 reais mais a taxa de custódia. Comprando pela Mirae pagaria 5,8 mais a taxa de custódia. À partir de 3.000 já compensa mais comprar manualmente usando a Mirae.

      Excluir
  21. que legal, Uó. Queria um pai inteligente assim como você... xD

    eu vou ter de construir meu porquinho... e ver se ajudo ele a construir um para ele, hehehe

    vamos que vamos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rs... nunca é tarde para começar, ou recomeçar

      Excluir
  22. Parabéns pela inciativa, Uó!

    O Bifinho Jr teve muita sorte e com certeza será uma pessoa do bem e bem sucedida com um pai como você.

    Aproveite bastante esta fase, dê toda a atenção possível para o moleque e você descobrirá que este é o investimento que te dará o maior retorno!

    Seu post me lembrou de uma das muitas "promessas" feitas e esquecidas devido às dívidas: começar uma "poupança" pro jr assim que ele nascesse. Ele já está com 2 anos e meio e nada feito. Vou pensar bastante sobre isso e reverter esta situação no máximo em agosto!

    Abraços e felicidades!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras Casado!
      Espero que você resolva as pendengas e comece a poupar para o filho aí tb.
      Abraço!

      Excluir
  23. "Depois farei um post a respeito deste processo."
    Está devendo!

    ResponderExcluir