Gastos de um Casal com um Filho

watch_later sábado, 20 de fevereiro de 2016




Uozinho e Srta. Bife

Ter um filho é algo indescritível, só quem tem sabe o quão gratificante é. Mas a chegada de uma boquinha a mais na casa muda todo o orçamento familiar. A grande questão que surge é quanto custa criar um filho, desde a geração até a fase adulta? Quando um casal decide ter um filho deve saber que durante os 25 anos seguintes uma boa quantia em dinheiro deverá ser desembolsada. Segundo estatísticas, essa quantia pode variar entre R$ 200 mil e R$ 2 milhões, de acordo com os objetivos de investimento para o futuro e condição econômica da família.

Até o Nascimento

Bem antes de nascer o filho já começar gerar gastos para os pais. São remédios que a mãe precisa tomar, consulta e exames durante o pré-natal, reforma na casa, compra de mobília/decoração do quarto do bebê, etc. Quando o filho é planejado os pais já se preparam antes para estes gastos, mas quando a gravidez vem de surpresa, os pais precisarão da ajuda de amigos e familiares para lidar com o orçamento, principalmente se forem solteiros.

Até os 5 anos

Os primeiros gastos que um filho demanda após o nascimento são sobre vestuário, farmácia e itens de higiene. Entre os gastos essenciais estão médicos, remédios, vacinas, fraldas, cremes, roupas, carrinho e cadeirinhas. Entre os opcionais, estão os brinquedos, babá eletrônica, berços e banheiras desmontáveis. Deve-se considerar também gastos com babá e escolinha maternal que costumam ser os mais pesados.

Até os 10 anos

A partir dos 5 anos a criança costuma ter desejos mais concretos. Atualmente, algo comum é o desejo por aparelhos eletrônicos. Cursos extracurriculares, como de idiomas, também costumam pesar no orçamento. Podem entrar no orçamento também escolinha de esportes como futebol e judô, curso de natação, etc.

Até os 15 anos

Na adolescência são adicionados gastos de lazer como cinema e passeio a shoppings, por isso as mesadas passam a ser comuns. Outros dos gastos podem incluir desde planos de telefonia e cotas em clubes.

A partir dos 15 anos

Durante essa idade, o adolescente começa a pensar sobre qual carreira seguirá. Custos com faculdade, pós-graduação e transporte podem surgir. Entre os custos opcionais está o intercâmbio no exterior. Para as famílias que moram no interior pode pesar também os custos com moradia para manter o filho estudando em uma capital, por exemplo.

Os Primeiros 20 Meses do Uozinho

Aqueles que me acompanham aqui no blog sabem que tenho um filho (relembre aqui). O Uozinho foi muito desejado mas exigiu muito planejamento e esforço até nascer. Ele é o que se costumava chamar antigamente de “bebê de proveta” já que foi gerado em laboratório através da técnica de fertilização in vitro. Graças a Deus ele nasceu saudável e é uma criança muito forte e inteligente. A cada dia que passa nos presenteia com novas habilidades e novas observações do mundo que o cerca.

Queria ficar falando do Uozinho mas o objetivo mesmo deste post é deixar aqui alguns números próprios que podem servir de referência para futuros papais e mamães se planejarem melhor para a chegada de uma criança. No gráfico abaixo mostro a evolução dos gastos desde o momento que demos início ao planejamento do nosso filho. Não estão incluídos todos os gastos da casa, apenas aqueles que tem relação direta com o planejamento da criança.


Como pode ser visto no gráfico acima, o planejamento foi iniciado em janeiro de 2010. A partir dali os gastos foram aumentando até chegar na média atual que está em torno de R$ 3.000 (linha pontilhada mais escura). Abaixo irei detalhar cada item deste orçamento, começando pelas despesas com gravidez e parto visualizadas no próximo gráfico.


Logicamente, como o Uozinho já nasceu, não temos mais estas despesas, mas até o seu nascimento foram as despesas mais pesadas do orçamento. No que diz respeito à gravidez, como optamos por fazer a concepção em clínica particular, foi necessário gastar algo em torno de R$ 30.000. Tivemos a sorte de conseguir logo nas primeiras duas tentativas mas tem casais que fazem até mais de 10 tentativas. Considerando que este processo custa hoje em média R$ 15.000 por tentativa, então é um valor considerável a se considerar. Para os casais que conseguem e gravidez por métodos naturais então é um valor a menos no orçamento, irão gastar apenas com exames e remédios durante o pré-natal.

Outra questão que deve-se ficar atento é quanto ao parto. Se o casal já tem um bom plano de saúde então não há muita preocupação, pode fazer o parto com o plantonista do hospital ou agendar com seu obstetra. Porém, como ocorreu no nosso caso, se o parto for de emergência então o obstetra irá cobrar por fora o valor do parto. Este valor saiu para nós em torno de R$ 7.000. Além disto, como nosso plano de saúde é de enfermaria, para ficarmos em um quarto separado no hospital foi necessário pagar à parte algo em torno de R$ 1.000 por duas diárias.

Logo abaixo apresento a evolução dos gastos com farmácia. Dentro destes gastos estão incluídos remédios, itens de higiene, fraldas e leite em pó.


Estes gastos começaram a aumentar durante o tratamento de gravidez. Tiveram um pico no mês em que o Uozinho nasceu. Atualmente estamos gastando em média R$ 700 por mês. A tendência é este valor diminuir quando não for mais necessário comprar fraldas e leite em pó, estes gastos são os que mais pesam (relembre aqui).

Quando se decide ter um filho é importante checar a questão do plano de saúde. Se o casal não tem um então é importante fazer. Nosso plano de saúde é particular mas não é um super plano (UNIMED Unipart Flex), porém nos atendeu bem durante a gestação e tem atendido agora para as consultas com pediatra. Como pode ser visto no gráfico a seguir, estamos pagando em média R$ 550 por mês para dois adultos e uma criança, incluindo plano dental para os dois adultos.


Muitos consideram Seguro de Vida um item opcional no orçamento familiar mas eu considero um item essencial. Já pensando na segurança financeira da família, contratei um plano para mim em janeiro de 2011. Em julho de 2012 contratamos também um para a esposa. Atualmente estamos pagando R$ 543 pelas duas proteções. A empresa escolhida para os planos foi a Prudential.


Quando a licença maternidade da mãe termina é que começam as grandes angústias do casal. E agora, quem irá cuidar da criança?! Antigamente isto não era uma preocupação já que a maior parte das mães não trabalhavam, mas hoje em dia a realidade mudou. E encontrar uma pessoa de confiança para cuidar do seu maior bem custa caro. Aqui tivemos a sorte de contar com um familiar para disponível. Não é um favor, estamos pagando mensalmente como se fosse uma pessoa de fora da família, mas isto nos dá uma segurança maior. Gastaremos em média R$ 1.500 mensais neste ano de 2015 com a babá. Ano que vem pretendemos colocar o Uozinho na escolinha em meio período, então estes gastos com cuidadora/escola devem aumentar um pouco.


Finalmente temos os gastos diversos que incluem vacinas, vestuário, brinquedos, festinhas, etc. Até que não estamos gastando muito pois estamos usando roupinhas de primos do Uozinho e raramente compramos presentes. Festinhas também não estão nos planos. O maior gasto está sendo com as vacinas particulares. Para maior proteção da criança estamos aplicando vacinas pagas que são bem caras, só a última custou R$ 600 a primeira dose.


Bom fim de semana, curta sua família, sua maior riqueza!
avatar

A rapadura é doce, mas não é mole. Rsrs...

Abraço

delete 20 de fevereiro de 2016 14:03
avatar

Ótimo resumo Uó!! Suas anotaçoes sao fodas hein!!!
Se puder responder e nao for uma questao particular sua, qual seu seguro da Prudential? Eu contratei um esse ano, mas vai me custar uns 2.500 reais por ano.

delete 20 de fevereiro de 2016 14:48
avatar

Grande Uo!!!

Cara bacana, família e de boa índole!

Ter filho mudou sua meta para IF?

delete 20 de fevereiro de 2016 15:41
avatar
Anônimo

Com certeza já não existe IF.....

delete 20 de fevereiro de 2016 16:00
avatar

Não pense que aí crescerem diminui o gasto. Hoje o período escolar é o maior gasto para os país e escola para criança e adolescente está mais cara que a maioria das faculdades, junte o transporte escolar, livros, atividades extra classe e material.

Viajens, passeios nunca mais serão os mesmos no quesito gastos.

delete 20 de fevereiro de 2016 16:20
avatar

Uó, admiro muito seu Blog! Estas informações sobre os gastos de se ter um filho são de utilidade pública! Em breve espero escrever um blog também sobre minhas experiências com finanças! Grande Abraço

delete 20 de fevereiro de 2016 17:00
avatar

Tenho vontade de ter filhos, daqui a 2, 3 anos, mas, realmente se for pensar na IF alterara bastante.

Abraco

delete 20 de fevereiro de 2016 17:35
avatar

Deus abençoe a sua família. Muito legal!

delete 20 de fevereiro de 2016 19:46
avatar
Anônimo

Cara, ao invés de pagar escola, compra ação, compra boi, quando o moleque tiver 18 anos, nunca vai precisar trabalhar, nem precisa saber ler, só operar o home broker tá de bom tamanho. Pensem nisso.

delete 20 de fevereiro de 2016 19:47
avatar

Ou então vai virar é presidente da republica (vide o Lula, que se orgulha de nao ter estudado kkkkk)

delete 20 de fevereiro de 2016 20:01
avatar
Anônimo

Tá pagando bem o plano de saúde.
Eu e minha esposa no plano e eu pago mais 800 no assefaz, no plano mais básico que dá direito a apartamento.
Pago o odontológico por fora, 80 reais para nós 2 na odonto system.

delete 20 de fevereiro de 2016 20:21
avatar

Excelente detalhamento Uó, é mais ou menos por aí. Os meus 2 estão chegando nos 10 anos e os gastos são bem mais altos. Escola, inglês no Red Ballon, aula de tênis. Além disso supermercado aumenta muito, pois comem mais, lanche pra levar na escola, etc. Viajar é bem mais complicado, pois pagam em muitas coisas, conta em restaurantes mais altas, e por aí vai.

Mas é tanta alegria que vale o esforço. Importante é ter uma boa reserva para gastos até a faculdade, além de seguro de vida.

Abraços

delete 20 de fevereiro de 2016 23:52
avatar

EI

E você? Mudou seu valor de IF por ter filhos? Qual seu valor alvo?

delete 20 de fevereiro de 2016 23:21
avatar

Muito bem isso faz parte da caminhada a sua de partida foi mais cara é umas das coisas q fazem sentifo na vida.... apesar q tem gente nos blogs aproveitando o tema p despejando sua f4ases filosoficas

delete 20 de fevereiro de 2016 23:25
avatar

Cara, agora que vi que o seguro é 543 reais mensais pro casal....entao é +- o que eu pago mesmo. Mas fiz só pra mim, como o sustento principal vem do meu trabalho, nao vejo necessidade em fazer pra minha esposa.

delete 21 de fevereiro de 2016 00:36
avatar

hahaha grande UO .. como tu é organizado ... e eu não .. rs ... bacana .. vou uardar nos números .. em um futuro vou precisar deste orçamento ..rs ..

https://www.facebook.com/MarcosPiangers/videos/899492563467393/
Dá uma olhada nesse video .. muito bacana ..

delete 21 de fevereiro de 2016 08:31
avatar

Muito interessante esses dados. Parabéns pela organização. Estou pensando dm colocar um filho no mundo e o impacto na IF é uma das minhas preocupações. Criar uma pessoa é um uma responsabilidade e tanto...

delete 21 de fevereiro de 2016 08:55
avatar
Uorrem Bife person

Rique, os dois seguros estão neste valor mesmo no total. Eu fiz Doenças Graves, Morte Acidental e Temporário. Fizemos para os dois pois na falta de um deles o outro fica de certa forma amparado. Vc contratou quais opções?

delete 21 de fevereiro de 2016 09:10
avatar
Uorrem Bife person

IF mesmo pra daqui uns 24 anos. Mas digamos que temos uma semi-IF hj, a familia não precisa do meu salário pra sobreviver, que já dá uma certa tranquilidade. O salário da esposa paga os custos fixos e o que eu retiro da empresa da qual sou sócio eu invisto integralmente em ativos. Mas como sou micro-empresário de vez em qd dá uma raleada, ano passado por exemplo não tirei um tostão da empresa. Este ano tende ser melhor.

delete 21 de fevereiro de 2016 09:13
avatar
Uorrem Bife person

Educação corresponde a cerca de 40% do total de gastos segundo a pesquisa.

delete 21 de fevereiro de 2016 09:14
avatar
Uorrem Bife person

Mas educação não é gasto, é investimento.

delete 21 de fevereiro de 2016 09:14
avatar
Uorrem Bife person

Olá Japa, obrigado e seja bem vindo. Comece logo o blog, a comunidade está crescendo.

delete 21 de fevereiro de 2016 09:15
avatar
Uorrem Bife person

Depende do padrão de vida que quer levar. Meu pai criou 4 filhos sem ter diploma universitário, e conseguiu formar um engenheiro, uma médica e uma advogada.

delete 21 de fevereiro de 2016 09:16
avatar
Uorrem Bife person

é, se ele for seguir os passos do pai estará muito em breve operando derivativos, rs. mas faz sentido, os caras fodas que eu conheço nem terminaram a faculdade... jobs, mark, bill... rs

delete 21 de fevereiro de 2016 09:18
avatar
Uorrem Bife person

esta Unimed tá dando medo, o que sugere?

delete 21 de fevereiro de 2016 09:19
avatar
Uorrem Bife person

Acaba que os filhos seguem mais ou menos o padrão de vida dos pais. Penso em colocar o Uozinho em uma escolinha de futebol, quem sabe ão surge um novo Neymar e eu viro empresário dele, kkk

delete 21 de fevereiro de 2016 09:21
avatar
Uorrem Bife person

Tem coisas na vida que não tem preço.

delete 21 de fevereiro de 2016 09:22
avatar
Uorrem Bife person

Costumo planilhar tudo mesmo, rs
Vou ver o video, obrigado!

delete 21 de fevereiro de 2016 09:23
avatar
Uorrem Bife person

Se for ficar pensando em IF acaba não fazendo nada na vida, vai ficar só guardando dinheiro. A vida é mt mais do que dividendos, não é mesmo?

delete 21 de fevereiro de 2016 09:24
avatar
Anônimo

Rpz, vc está pagando barato.
Eu avalio plano de saúde pelos hospitais que atendem emergências. Se tiver hospitais de referência está bom.
Pq exames se faz em qualquer e consultas, os médicos bons dificilmente aceitam planos.

delete 21 de fevereiro de 2016 09:57
avatar

Parabéns, Uó! Vou publicar um artigo sobre essa matéria, que achei sensacional porque mostra o custo da criação dos filhos de forma bem objetiva.

Eu li tempos atrás que você estava montando uma carteira de investimentos para seu filho, só que não achei o link. Você tem o link aí fácil? É que eu quero incluir esse link no artigo também.

Valeu!

delete 21 de fevereiro de 2016 10:18
avatar

Guardião, não posso dizer que mudou porque até ter filhos eu nao tinha um plano muito bem definido.
O que acontece é que por coincidência ou não, após ter filhos, minha renda cresceu muito, meu padrão de vida aumentou, e naturalmente eu estabeleci objetivos mais adeqyados de acordo com o novo padrão.

Meu objetivo de IF está em acumular entre 3M e 4M em ativos geradores de renda passiva, considerando uma taxa de retirada de 4%.

Uó, acho que você tem que coloca-lo na escola de futebol ou qualquer esporte, pelos benefícios de saúde e comportamento que o esporte proporciona. Contar que pode ser um novo Neymar é o mesmo que contar com ganho na megasena.

Abraços

delete 21 de fevereiro de 2016 10:34
avatar
Anônimo

Pesquisem sobre home schooling no Brasil. Escola é lugar de bullying e procrastinação.

delete 21 de fevereiro de 2016 12:16
avatar

Ter filho é uma dádiva. Ser casado é horrível. Em breve, o sexo será inexistente e você será obrigado a procurar GPs. Se divorciar, perderá metade do patrimônio e sofrerá alienação parental. Meus parabéns!

delete 21 de fevereiro de 2016 15:37
avatar

Analisando seus números se compreende porque tantas famílias com boa educação e renda estão optando por ter um único filho.

Abraço!

delete 21 de fevereiro de 2016 19:45
avatar

Troll, não é bem assim. Sou casado há 14 anos e aqui tem marretada toda semana. Olhar o casamento somente pelo lado financeiro ou sexual é um erro muito comum.
Existem problemas, sim, mas não é a pior coisa do mundo. Vejo muitas coisas boas, além dos filhos.
Abraços

delete 21 de fevereiro de 2016 21:38
avatar

Seu caso de sucesso é apenas exceção à regra. Em um universo de milhões de tentativas, claro que um determinado percentual obterá sucesso.

delete 21 de fevereiro de 2016 23:01
avatar

É o melhor investimento que vc está fazendo só continua anotando quando ele crescer vc pede a restituição do dinheiro com juros e correção monetária rsrsrs

Brincadeiras à parte... Cara eu sei que seu caso foi diferente por conta da sua situação da fertilização e que cada caso é um caso mas eu achei um pouco alto o gasto com o guri tenho uma de 9 meses aqui somando tudo plano, fraldas, pomadas, remédios não sai na média mais de 500/mês

Eu não sei como ficaria os seus gastos sem as despesas pre nascimento acho que seria interessante até vc separar esse gasto com fertilização e parto porque é algo não recorrente que não vai se repetir ao longo da vida dele aí vc teria uma ideia de gastos correntes com ele, acho que assim ficaria mais próximo da realidade

delete 22 de fevereiro de 2016 05:45
avatar
Uorrem Bife person

Blz, vou dar uma pesquisada. Valeu

delete 22 de fevereiro de 2016 07:01
avatar
Uorrem Bife person

parece que UNIMED de SP já fechou as portas e a proxima será a do Rio, rs. Se chegar aqui em Minas to ferrado.

delete 22 de fevereiro de 2016 07:02
avatar
Uorrem Bife person

E.I., não custa tentar, rs

delete 22 de fevereiro de 2016 07:08
avatar
Uorrem Bife person

Oi Gui, muito obrigado!
Sobre o artigo que vc pediu, segue o link...
http://blogdouo.blogspot.com.br/2014/07/poupanca-para-filhos-investimento.html
Acabou que eu não tenho mais o investimento programado lá na corretora, mas continuo reinvestindo os proventos mensalmente, considero que a ideia é ainda válida, mas mudei um pouco a estratégia, depois falo a respeito.
Abraço!

delete 22 de fevereiro de 2016 07:10
avatar
Uorrem Bife person

Mas o Troller nem é casado e procura GP toda semana, então não sei qual a diferença, rs.

delete 22 de fevereiro de 2016 07:13
avatar
Uorrem Bife person

Aqui já estamos na fila de adoção para o segundo filho. Aquele velho ditado: onde come um come dois, rs.

delete 22 de fevereiro de 2016 07:14
avatar

Muito bom, Uó! A família é realmente o mais importante que temos. Toda esta questão financeira que abordamos é, na melhor das hipóteses, algo meramente secundário. A vida é muito mais que isso.

Felicidades para você e sua família!

delete 22 de fevereiro de 2016 07:19
avatar
Uorrem Bife person

Viver, só de fraldas e leite em pó da cerca de 400 reais por mês. Aí vem as vacinas particulares, os cremes, remédios, shampoos, sabonetes, babá... mas cada um tem uma realidade. Tem gente que ganha um salário mínimo e sustenta um recém nascido. Se a mãe amamenta aí já são uns 200 a menos no orçamento. Se vc vai vacinar só no posto de saúde aí já economiza uns 3.000 por ano.

Para meus numeros ficarem perto do mais comum que é gravidez natural e parto programado, basta tirar R$ 40.000 antes do nascimento.

delete 22 de fevereiro de 2016 07:20
avatar
Uorrem Bife person

Concordo Pretenso.
Grande abraço!

delete 22 de fevereiro de 2016 07:21
avatar
Th

Eu e minha noiva desejamos 4 a 5 filhos (dependendo da saúde dela). Pelo visto estou ferrado financeiramente. E daí? A vida é curta e filhos são eternos :)

delete 22 de fevereiro de 2016 10:55
avatar
Th

Uorrem, qual o nome do seguro da prudential? Ou é um customizado?

delete 22 de fevereiro de 2016 11:10
avatar

Uo, eu fiz a cobertura basica + temporario decrescente, morte acidental, doenças graves, invalidez parcial, renda hospitalar (quando em caso de internação por mais de 5 dias começam a me pagar 500 reais por dia) e assitencia funeraria... na verdade é 292 reais por mês, se eu pagar a vista da um descontinho de 7%.
Como sou profissional liberal, não posso depender do INSS pra caso precise de algum afastamento...

delete 22 de fevereiro de 2016 21:24
avatar

Em outras palavras: não é a pior coisa do mundo, mas é uma bela loteria com chances cada vez mais escassas de sucesso.

delete 22 de fevereiro de 2016 22:48
avatar

Uó, eu entendi que você está brincando e nunca forçaria o uózinho a nada no esporte, mas só para contar um causo, veja essa história: tenho um amigo que o pai queria que fosse profissional do Tênis de qualquer jeito. Ele começou a jogar bem cedo, treinava x horas por dia e foi vitorioso em todas as categorias na região. O pai chegou a contratar um motorista só pra levar/buscar na escola e levar para treinos e torneios em bairros ou cidades vizinha. Esse meu amigo foi contemporâneo do Guga na categoria juvenil.
Acontece que ele não decolou e sofreu uma pressão enorme para seguir jogando. Finalmente ele desistiu aos 17-18 anos e foi fazer faculdade.
Ele conta que foi bem traumatico, tanto que ele ficou sem pegar numa raquete de tenis por quase 20 anos.
Acho que podemos sonhar com um filho superstar, mas temos que tomar muito cuidado com a dose de pressão que colocamos sobre eles.
Abraços

delete 22 de fevereiro de 2016 22:53
avatar

Troll, o que seria viver se não correr riscos?

A vida é como um jogo de video-game. chega uma hora que você já não aguenta mais matar os mesmos inimigos na mesma fase e tem que mudar de fase, descobrir novos monstros e desafios diferentes.

Crescimento, estudos, sair de casa, casamento, filhos, carreira, problemas, netos, aposentadoria, são todas fases que temos que passar para vivenciar as experiências diferentes. jogar 2 ou 3 fases só não é pra mim.

Abraços

delete 22 de fevereiro de 2016 23:11
avatar
Anônimo
avatar
Anônimo

O que achou? Tua opinião é importante pra mim.

delete 23 de fevereiro de 2016 09:17
avatar
Anônimo

O quarto virou nóia!!! huehuaheuahueahua

delete 23 de fevereiro de 2016 11:18
avatar
Anônimo

Unimed bh é a mais forte do país, e a segunda melhor gerida.

delete 23 de fevereiro de 2016 23:36
avatar
Uorrem Bife person
avatar
Uorrem Bife person

Th, o seguro é customizado.

delete 24 de fevereiro de 2016 08:23
avatar
Uorrem Bife person

Henrique, está mt bem segurado. Parabéns!

delete 24 de fevereiro de 2016 08:24
avatar
Uorrem Bife person

Uma das minhas 3 irmãs não quis fazer faculdade, preferiu investir em um marido, rs

delete 24 de fevereiro de 2016 08:25
avatar
Uorrem Bife person

Estou estudando ainda, encontrei este artigo...
http://www.mises.org.br/files/literature/TCC%20-%20Andr%C3%A9%20de%20Holanda%20-%20Vers%C3%A3o%20UnB.pdf

delete 24 de fevereiro de 2016 08:30
avatar
Uorrem Bife person

E.I., nada de forçar, mesmo porque, aqui no Brasil, mais de 80% dos jogadores profissionais ganham menos de 1.000 reais. E apenas 4% ganham até 5.000 reais. Talvez piloto de fórmula 1 seja uma melhor opção, rs.

delete 24 de fevereiro de 2016 08:32
avatar
Uorrem Bife person

Eu penso assim: ser solteiro é bom, ser casado também é. ser solteiro tem desvantagens, ser casado também. Então sendo prático, considerando que vc viverá 80 anos, então fique solteiro 40 anos e fique casado os outros 40, assim vc aproveita bem as duas situações, rs.

delete 24 de fevereiro de 2016 08:34
avatar
Uorrem Bife person

A partir do quarto filho começa ficar complicado a questão, tem que se avaliar com calma. rs.

delete 24 de fevereiro de 2016 08:34



sentiment_satisfied Emoticon