sábado, 7 de abril de 2018

Viver de Bolsa é Possível?

A partir deste mês, passo a chamar o fechamento mensal de "Viver de Bolsa". Na verdade, farei dois posts mensais de fechamento aqui no blog, um relacionado aos meus investimentos em bolsa de valores e outro relacionado aos meus projetos digitais. Este outro post chamarei de "Viver de Blog". Até então, vinha postando os dois assuntos em um único post chamado Fechamento Mensal, mas como os projetos digitais cresceram muito, superando o projeto da bolsa, então achei coerente separar os dois assuntos.

Continuo também fazendo o fechamento mensal de mercado no Abacus Liquid. Lá o nome é "Carta Mensal aos Cotistas", leia aqui o post deste mês. O objetivo desta "carta" é trazer aos leitores um panorama geral dos indicadores econômicos do mês que fechou. Além disto, trago alguns assuntos político-econômicos de maior relevância no mês anterior, bem como resumos de análises de analistas renomados do mercado financeiro. É uma espécie de trabalho de curadoria, objetivando trazer ao leitor as notícias mais relevantes do mês que passou.

Rentabilidades


A rentabilidade geral dos meus investimentos em março de 2018 foi de -0,92%. Esta rentabilidade engloba todo o meu patrimônio financeiro, incluindo investimentos em corretoras, dinheiro de poupança para gastos imediatos bem como os resultados de day-trade e hedge de carteira. No histórico iniciado em janeiro de 2013, a rentabilidade geral está em 38,49%.


Enquanto o IBOV teve alta de 0,01% em março, minha carteira de ações teve queda de -4,15%. No ano, o índice sobe 11,73% e minha carteira de ações cai -2,02%.


Enquanto o IFIX teve alta de 2% em março, minha carteira de FIIs subiu 4,08%. No ano, o índice sobe 5,89% e minha carteira de FIIs sobe 7,62%.

Proventos


Neste mês de março, o dividend yield das ações foi de 0,21% e dos FIIs foi de 0,68%. O dividend yield geral foi de 0,4%. O dy médio das ações está em 0,30% e dos FIIs em 0,95%. O dy médio geral está em 0,63%. Abaixo é apresentado o gráfico histórico de proventos.


Alocação de Ativos 


Hoje tenho 55,3% de ações, 36,2% de FIIs, 3,6% de caixa, 4,7% de poupança e 0,2% de criptomoedas.


O percentual alocado na renda fixa se manteve em 8,5%. A alocação em ações subiu de 50,1% em fevereiro para 55,3% em março. A alocação em FIIs caiu de 41,3% em fevereiro para 36,2% em março.

 

Day-Trade 


Março foi um bom mês para o day-trade. Realizei 16 operações day-trade com mini-índice participando de 11 pregões. Operei 1 mini-contrato em cada operação tendo obtido resultado positivo em todas operações. O total bruto alcançado foi de 1.244 reais como mostra a planilha de registro de operações abaixo.


Abaixo o gráfico de acumulação histórica.


Nesta minha jornada de "operador day-trade", passei por diversas fases emocionais e técnicas. No gráfico você pode notar 6 fases distintas, sendo elas:

Fase 1 - Empolgação: Esta é a fase inicial de todo trader. Ele entra empolgado no mercado pensando que a coisa é fácil. No início obtém altos lucros mas em compensação amarga grandes perdas. Opera loucamente gastando enormes quantias de dinheiro com taxas e corretagens. Apesar de ser uma fase totalmente ineficiente, talvez seja a etapa mais importante na vida de todo trader, pois é neste período que ele levará as maiores pancadas e despertará para a realidade do mercado. O mais importante nesta fase é não quebrar, se passar ileso terá grandes chances de se perpetuar no mercado. Mas estatísticas não oficiais dizem que mais de 90% dos tentantes não passam desta fase.

Fase 2 - Provação: Para quem passou da maluca fase inicial, vem o próximo nível que é o momento de provação. Neste tempo, o trader começa a se perguntar se ele deu sorte de passar pela fase 1 ou se realmente tem traquejo para a coisa. Aqueles que tiveram sorte na fase 1 irão sucumbir nesta etapa. Mas aqueles que possuem um pouco mais de controle emocional e técnica irão conseguir passar para a etapa 2.

Fase 3 - Medo: Aquele trader destemido da primeira fase e aquele trader pensativo da fase 2 agora da lugar para o trader cauteloso. Estou falando isto pois passei por todas estas fases. Neste momento, ele não sabe mais se continua ou não com a empreitada. Mesmo tendo passado sem se machucar muito na etapa 1 e ter evoluído a técnica e o emocional na etapa 2, agora ele simplesmente tem medo do mercado. Na verdade, ele não quer perder o que já ganhou até o momento, e isto acaba limitando seu operacional. Ele não irá perder dinheiro, mas em contrapartida não irá ganhar. 

Fase 4 - Inflexão: Chega o momento em que o trader tem que decidir se quer ou não continuar no mercado. Até aqui ele já passou por três etapas. A primeira etapa em que ganhou muito dinheiro mas perdeu tudo e mais um pouco.A segunda etapa em que passou a perder menos e evoluiu técnica e psicologicamente. E a terceira etapa em que passou a ser tão cauteloso que não conseguia mais operar. Neste momento, a decisão é ir para cima ou desistir de vez. Agora você passa a deixar as operações andarem, o medo está dando lugar à coragem. Mas aquele trader destemido e maluco da fase 1 não existe mais. O racional passa a falar mais alto que o emocional.

Fase 5 - Preparação: O medo deu lugar ao prazer de operar novamente. Aquela satisfação de boletar que todo trader tem no início, passa a fazer sentido. Tudo está entrando nos eixos como preparativo para a próxima fase que é a da consistência. A técnica está apurada e o emocional está equilibrado. Basta então estruturar bem o plano de trade e estabelecer um marco para colocar o planejamento em execução. Claro que algumas dúvidas, receios e medos ainda existem. Não é fácil se livrar dos fantasmas. Mas o prazer e a adrenalina de ver uma operação em andamento supera tudo.

Fase 6 - Consistência: Finalmente você se sente seguro e preparado para operar no mercado. Não existe mais aquele sentimento limitador "não posso perder". Você sabe que perder faz parte do processo, dois passinhos pra frente, um passinho pra trás. Sabe que devagar se vai ao longe. Sabe também que seguindo o plano não tem como dar errado. E o mais importante: agora você é mais esperto que você mesmo, isto é, sabe que seu inimigo é você mesmo, e para se proteger de você mesmo, já ligou na corretora e pediu para limitar o número de contratos disponíveis para operação, rs. Agora é pagar DARF todo mês, nunca sentiu tanta satisfação em pagar imposto para o governo.

Gráfico Viver de Bolsa


Antes de mais nada, preciso dizer que não tenho a mínima pretensão de viver de bolsa, viver de trade ou qualquer outra modalidades de "vivência" de mercado financeiro. Encaro as operações em bolsa, sejam elas de curto ou médio prazo, apenas como uma forma de rentabilizar melhor meu capital. 

Outra coisa que é fundamental ter em mente: se você está entrando no mercado financeiro agora, seja para fazer trade ou para investir no buy-and-hold, projetar que irá pagar suas contas com rendimentos do mercado financeiro é motivo número 1 para a coisa não dar certo.

"A melhor forma de não dar certo no mercado é precisar dele."

Portanto, encare este título "Viver de Bolsa" apenas como uma alegoria, isto é, uma forma de apresentar uma ideia da forma justamente oposta à realidade apresentada. Para fins didáticos é funcional, mas para fins práticos desencorajo totalmente.

No gráfico abaixo, apresento, na barra em azul, o total dos meus proventos mensais. Na barra laranja, apresento o total dos meus gastos mensais. Na linha verde apresento a relação entre os proventos e os gastos. Por exemplo, no mês passado, o que recebi do mercado correspondeu a 38,9% do que gastei.


No cálculo dos proventos, além dos aluguéis de FIIs, dividendos, JSCP e BTC de ações, considerei também os valores obtidos nas operações day-trade com derivativos. Ou seja, todo dinheiro que consegui "extrair" do mercado. Como este dinheiro é um recurso que não necessito para pagar minhas contas, todo o valor recebido foi reaplicado no próprio mercado através da compra de ações e FIIs. A mágica do mercado é esta: reaplicar nele mesmo tudo aquilo que você conseguir extrair, desta forma, a bola de neve irá só aumentar.

30 comentários:

  1. Carteira bem equilibrada entre ações e FIIs, o que garante uma boa renda passiva mensal.

    Abraço e bons investimentos.

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    é muito coerente separar os posts de fechamento - viver de bolsa e viver de blog. Os questionamentos e sugestões poderão ser bem segmentados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos ver se o pessoal vai gostar G65.
      Abraço

      Excluir
  3. Muito interessante, gostei da postagem. Separaçao ficara melhor mesmo, eu estarei acompanhando ambos os assuntos.

    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Uó, parabéns pelo seu post, muito bem detalhado e fonte de inspiração para nós que estamos iniciando nossa caminhada. Observando seus números surgiu aqui algumas dúvidas:

    1. Vc iniciou seus investimentos em ações em que ano ? Qual a rentabilidade histórica no mercado de ações ? e no mercado de FII ?
    2. Qual estratégia vc utiliza para operar no mercado de ações e FII? Trades ? Fundamentalista? ou ambas ?
    3. Pq a rentabilidade histórica da sua carteira de investimentos teve um ponto de inflexão em abril de 2016 e, salvo em casos raros, ela decolou, ou seja, sua rentabilidade histórica cresceu de modo consistente ? Qual foi o segredo ? ;)

    Adicionei seus dois ótimos sites no meu blog, se puder adiciona o meu tb. Abraço


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa!

      1 - Iniciei em 2008 através de compra de fundos da Vale, mas compra de ações diretamente comecei em 2012. Comecei contabilizar a rentabilidade das ações em separado tem pouco tempo, mas não contabilizo o histórico.

      2 - Para ações até que faço uns trades de vez em quando, mas para FIIs não. Foco no longo prazo.

      3 - A a partir do início de 2016 o IBOV dobrou de valor e minha carteira de ações não ficou para trás. Não há segredo, resultado desta bonança que começou com o desenrolar político a partir de fevereiro de 2016.

      Abraço!

      Excluir
  5. Cara, uó, a parte do post que fala de psicologia e trajetória do trader vale um livro! Ou pelo menos uma série de postagens só sobre isso, pense seriamente. Você tem uma larga experiência, que pode ser passada adiante. Eu tenho alguns anos que conheço a 'profissão' trader, mas ainda me considero um novato.

    Parabéns pelo resultado.

    Fica com Deus e um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Diário,
      Vou pensar nisto, rs. Daqui uns 10 anos quem sabe escrevo um livro, rs.
      Obrigado e abraço!

      Excluir
  6. Prezado Uó,

    Aproveito este ensejo para solicitar a inclusão de meu blog na sua lista de parceiros de seu site:

    https://investidorfundamental.blogspot.com.br

    Atenciosamente,

    Investidor Fundamental

    ResponderExcluir
  7. Também não consegui bater o Ibovespa rs..

    ResponderExcluir
  8. Day trade? Viver de Bolsa? Caramba....to fora!

    ResponderExcluir
  9. Muito bom Uó! A separação é bem vinda e as informações estão cada vez mais detalhadas.

    Se me permite uma sugestão, caso vc tenha esse dado facilmente: na parte de "proventos", acrescente o percentual de ganhos em função dos ativos nos últimos 12 meses. Muitas pessoas usam a base anual para ter uma ideia de quanto podem receber de seus investimentos.

    Abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala André,
      Você diz o dy separado por ação e FII?

      Excluir
  10. Bom dia Uó,

    Estava lendo um livro sobre a bolsa e suas teorias, existe uma corrente que diz que é impossivel bater o mercado no longo prazo e cita alguns dados, mas ao final diz que não existem pesquisas o suficiente para suportar tal teoria, eu sinceramente ainda nao sei em qual teoria da bolsa eu acredito, creio que nao tenho experiencia suficiente ainda, mas é sempre bom ver opnioes sobre tudo.

    Se possivel, gostaria de contar com a sua ajuda, sou um blog novo, estou começando agora, vou tratar de investimentos com aportes pequenos (por motivos de salário pequeno), te adicionei aqui na lista de blog sugeridos, se puder fazer o msm, te agradeço

    att.. Investidor e Realista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é realista, poucos conseguem gerar alfa no mercado, mas é possível sim.
      Adicionei seu blog, seja bem vindo!

      Excluir
  11. Legal a divisão !!! bem detalhado as informações, ficou show !

    ResponderExcluir
  12. Você divulga a sua carteira? Onde posso encontrá-la? Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Lip,
      Pode ver aqui...
      http://abacusliquid.com/ativos-e-passivos/

      Excluir
  13. Quero muito começar, mas estou meio receoso de entrar sem nenhum conhecimento. tenho um dinheiro guardado na poupança, todos mandam investir, porém posso ganhar ou perder, queria primeiro conhecer mais, obrigado pelas dicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estudar antes sempre é a melhor opção.

      Excluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Caro Uó, poderia me informar qual corretora utiliza para seus day-trades? E quanto paga de corretagem?

    Obrigado. E parabéns pelos resultados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rei do Dólar, me intrometendo aqui, acredito que o Uó usa a Mirae.

      Se ajudar, tem uma tabela com os custos principais de cada uma das grandes corretoras aqui: https://www.viagemlenta.com/2018/01/minhas-praticas-com-corretoras-de-valores-e-uma-tabela-de-custos-e-precos.html

      Abraço!

      Excluir
  16. Fala Uó estou na fase 3 que você mencionou no seu post. Eu faço muito preço médio e é bem perigoso, por isso estou querendo mudar minha estratégia, vi um colega nosso quebrar esses dias na bolsa, bem triste isso, meio que isso me fez ficar com um pouco mais de medo do mercado rs Por isso estou tentando parar de vez de fazer preço médio no mini indice, se não o coração não aguenta rs Parabéns pelos resultados. Abraço

    ResponderExcluir