sábado, 31 de janeiro de 2015

A Bolsa Está Barata?

Esta é aquela famigerada pergunta que não tem resposta. Afinal o que é barato? O que é caro? Eu já desisti de responder estas perguntas. Talvez para os gringos a bolsa está barata pois o Dólar subiu e as ações caíram, talvez para nós brasileiro ainda está cara tendo em vista as nuvens negras que estão se formando nos céus do Brasil. Infelizmente não são nuvens de chuva.


O IBOV está agora em ponto crítico no gráfico mensal, das principais ações que compõem o índice apenas ABEV3 está em tendência de alta. Até os bancos não estão segurando a onda. O Bradescão soltou um ótimo resultado na semana e desde então já caiu 7%. Isto não é um bom sinal.


No meu conceito de "barato", o IBOV precisaria cair pelo menos mais 10%. Melhor seria 20%. Com queda de 10% iríamos para 42.000 pontos. Com 20% iríamos para 36.000 pontos. Abaixo listo meus targets de compras.


O IFIX engatou alta desde dezembro último e agora está enfrentando resistência. No ponto em que ele está há grandes chances de retomar a tendência de baixa.


Caindo para os patamares de dezembro último eu já me animaria retomar as compras de FIIs. Abaixo listo meus targets de compras.


Galera, postei no blog de cada um de vocês uma enquete sobre as cinco ações, cinco FIIs e a modalidade de renda fixa mais promissoras para os próximos anos. Daqui duas semanas irei fazer a coleta dos dados e postar até o fim do mês o resultado. Conto com a participação de todos. Quem não tem blog pode postar aqui as sugestões.

Bom fim de semana a todos!

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Fechamento de Janeiro/2015 (Operações no Mini-Índice)

Pessoal,

Conforme dito aqui no início desta jornada, no final deste mês faria uma avaliação das operações executadas ao longo de janeiro. Caso não quebrasse até o dia de hoje, continuaria em fevereiro as operações para aperfeiçoamento dos métodos. Para dessabor de alguns e satisfação de outros, digo que continuarei mais um mês. A fase 2 está em pleno andamento e pode ser acompanhada neste post.

Abaixo segue a planilha de acompanhamento das operações. Foram 18 dias de operações ininterruptos sendo que ganhei em 17 e perdi em 1. Infelizmente o dia de perda foi catastrófico e quase me quebrou, mas a lição ficou na memória e vou encarar este dia como custo do aprendizado.


Faturei nestes 18 dias 8.522 reais brutos e perdi 4.684. Estou fechando o mês com caixa de 3.626 na corretora porém ainda preciso abater o valor imposto de renda que será transferido para o banco. De taxas gastei 1.911 reais. Pode parecer um valor alto mas em alguns dias eu perdi o controle da quantidade de contratos. Agora, operando pequeno, tenho gasto 60 reais em média por dia.

Com o valor apurado nas operações, a carteira da Rico (corretora que utilizo para realizar as operações) na qual tenho algumas ações e FIIs está fechando o mês com rentabilidade de 1,71% frente -6,49% do IBOV. Em compensação, as outras carteiras amargam perdas de -3,49% (Mirae) e -9,29% (MyCap). A carteira da Mirae é onde concentro as ações de dividendos e FIIs de papel. Já a carteira da MyCap é onde concentro as ações de crescimento e FIIs de tijolo. O que impactou muito a carteira da MyCap foi meu posicionamento em ESTC3 e ANIM3 que estão sendo muito castigadas pelo mercado.

Então é isto galera. Não sei até onde vai esta jornada mas ainda não é hora de parar. Pode estar apenas começando ou pode ser apenas um sonho de verão. Só o tempo dirá. Termino este post com este excelente clipe do Metallica na balada boa...

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Operando Mini-Índice - Fase 2 (Post Fixo)

Pessoal,

Recebi algumas reclamações de leitores do blog sobre os posts de mini índice, porém recebi também pedidos de continuar com os posts. Para não desagradar nem um nem outro, estou criando este post fixo onde irei atualiza diariamente as operações desta segunda fase. Desta forma não fico poluindo o feeder dos seguidores que não praticam este tipo de operação. OK? Para acessar este post de forma direta basta clicar no ícone "Operações em Andamento" na barra de menu.

Dia 12 - 06/02/15

Dia bem  movimentado nos mercados. Iniciamos com uma queda forte com a divulgação do novo presidente da Petrobrás. O mercado não gostou e veio abaixo. Neste momento levei uma catracada pois estava comprado, sacanagem divulgarem este tipo de notícia com pregão em andamento. Com a abertura do Down o mercado deu uma recuperada, saíram alguns dados de emprego por lá que animaram o mercado. Após este ânimo o mercado desandou novamente, só foi se recuperar agora no final do dia.


Foi uma sexta-feira difícil para mim. Como estava operando hoje com mão de 5 contratos então os estopes foram doidos. No final terminei com prejuízo de 500 reais. Semana que vem volto a operar com mão de 3 contratos por precaução.


Dia 11 - 05/02/15

Hoje foi um dia importante pois na fase 1 eu me lasquei no dia 11. Pensando nisto e também considerando uma baita consolidação que o mercado apresentou antes da abertura do Down operei com mão bem leve (1 contrato).

Operar consolidação é um troço complicado, ainda mais quando a consolidação forma um triângulo como na figura abaixo. Ou vai estourar pra cima ou vai estourar pra baixo, você nunca sabe. Tinha um sentimento de romperia para cima na abertura do Down pois o futuro indicava alta assim como o Petróleo.

Não sei se vocês estão observando, mas nos últimos dias o Down está seguindo o Petróleo. E assim que abre o IBOV vai na onda. E não deu outra, rompeu forte para cima. Mais uma vez matei o trade. Estava comprado em 1 contrato antes da abertura. E ao romper eu fechei a operação. O ideal seria eu estar comprado em 3 contratos, realizar com 2 e seguir a tendência com 1.


Como operei bem leve então não cheguei nem perto da meta. Mas fiquei satisfeito pois venci o 11o. dia da fase 2 com lucro. Esta fase 2 irá até o dia 13. Depois faço uma pausa para o carnaval e retorno com a fase 3.


Dia 10 - 04/02/15

Olá Galera, ia viajar a trabalho hoje mas a viagem foi cancelada de última hora. Ainda bem pois já estava angustiado de ficar longe do mercado, ô vício.

O dia de hoje está uma loucura, no início da manhã já tinha postado no meu Facebook que teríamos um levantou-cortou e não deu outra. Petro disparou na abertura puxando todo o mercado pra cima e em seguida devolveu tudo. É aquele famoso sobre no boato e cai no fato. O mercado vei abaixo junto

Como entrei mais tarde no dia de hoje não consegui entrar vendido no início. Então comecei a procurar pontos de compras no gráfico. Como estava operando contra a tendência que até então era de queda então fui entrando com 1 contratinho apenas.

Fui almoçar comprado em 5 contratos e deixei uma ordem na pedra no suporte mais forte do gráfico que era em 48300. Minha estratégia era pegar o movimento de venda que ocorre antes da abertura do Down e em seguida surfar a onda de reversão que geralmente ocorre após a abertura.


Fui almoçar e no retorno vi que a estratégia tinha funcionado. Vendi todos os 15 contratos e encerrei as operações por hoje já que a meta já estava mais que batida. Poderia ter realizado parcial com a venda de 10 contratos e surfado um pouco mais a onda com os 5 contratos restantes. Mas achei por bem encerrar para ter uma tarde mais tranquila.


Dia 9 - 03/02/15

Dia extremamente difícil de operar pois o mercado abriu com grande gap de alta o que me inibiu de operar na ponta comprada. Nota-se uma clara influência da Petro no índice puxada por alta do petróleo no mercado internacional. O noticiário também esta mexendo muito com o mercado com rumores de que a presidenta da Petrobrás está com os dias contados no cargo.


Trabalhei hoje com apenas um contrato pois executei operações contra-tendência na ponta vendida. Operar contra a tendência primária do mercado sempre é delicado o que exige precaução no máximo. Sendo assim obtive apenas 1/3 da meta diária que agora é de 300 reais (ver este post). Considero este valor coerente para operações de 1 contrato apenas.


Obs.: Amanhã estarei viajando e não teremos operações. Talvez quinta teremos.

Dia 8 - 02/02/15

Começando o mês com o pé esquerdo. O dia foi bem sofrido, não consegui desenvolver as operações de alvo e tomei stopes. Terminei com saldo de 91 reais no dia e 1.991 na corretora pois comprei uma ação com o lucro do mês passado. Pretendo comprar uma ação ou FII a cada 1.600 reais acumulados na conta sempre deixando um saldo residual de 2.000 como capital de giro das operações. Boa semana a todos!


Dia 7 - 30/01/15

Mais um dia de extrema volatilidade no índice, daqueles de deixar o cabelo em pé. Adrenalina a mil, suor pelo corpo e outras sensações. Ainda bem que trabalho em casa e posso ficar de short e sem camisa durante o dia senão ficaria encharcado.

Mais uma vez fiquei aquém da meta de 500 reais, não está sendo fácil alcançar este valor operando poucos contratos. Mas como estou testando o método creio ser a melhor atitude. Agora vai ser aquele tormento esperar o fim de semana passar para continuar a labuta na segunda. O vício.


Dia 6 - 29/01/15

Mais um dia de extrema volatilidade no nosso índice. Hora derrete, hora explode. Petro ditou o ritmo de queda no período da manhã, mas no período da tarde a Ambev rompeu uma consolidação que já durava dois anos e puxou o mercado.

Operei hoje usando o setup do IFR2 no 15 minutos, este tem se mostrado adequado diante de tanta volatilidade. Operei entrando com 3 contratos e fazendo uma parcial no primeiro suporte/resistência desfazendo de 2 contratos. O contrato restante eu mantinha para surfar a tendência marcado stop no ponto de entrada. Com esta estratégia cheguei a fazer 340 reais no dia, porém no período da tarde resolvi fazer uns scalpes com 1/2 contratos que não deram muito certo. Acabei fechando o dia com metade da meta. Paciência.

Como já consegui fazer um caixa de 3.000 reais, então amanhã irei operar com 5 contratos fazendo as realizações parciais com 3.


Dia 5 - 28/01/15

Hoje foi um festival de stops, andei fazendo scalps para sair do negativo pois não conseguia desenvolver as operações de alvo, mas operei tanto que o lucrinho nem deve dar para pagar os custos. A partir de amanhã não opero mais antes das 10, é uma terra sem lei.


Dia 4

Hoje bati a meta diária de 500 reais na pinta. O mercado está derretendo hoje, operei comprado no recuo do primeiro movimento de baixa e vendido na caracterização do segundo movimento de queda. Hoje não tive stops pois fui mais paciente e entrei apenas nos movimentos mais claros. Na dúvida é melhor não operar.


Dia 3

Dia 2

Dia 1

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Operando Mini-Índice - Fase 2 - Dia 3

Pessoal,

No início do dia fiz um post colocando algumas varáveis que definiriam um dia de queda nos mercados o que de fato ocorreu. Tanto o índice futuro quanto as ações abriram em queda. Porém, no final desta manhã, um movimento corretivo de retorno às médias foi iniciado. Puxado talvez por uma virada do Brent no meio da manhã (isto é conjectura minha). Peguei uma carona nesta pequena subida do mini para bater a meta diária operando 20 contratos.


Com a abertura do Down agora às 12:30 o mercado deve dar uma sacolejada e retomar a tendência de baixa. Mas não pagarei para ver pois o HB já foi fechado. Desejo um ótimo dia a todos e, para quem curte metal como eu, deixo este excelente vídeo da última reunião Ozzy - Metallica.

sábado, 24 de janeiro de 2015

Rentabilidades dos Pequenos Investidores em 2014

PessoALL!

Fechei o ranking de 2014. Meus sinceros parabéns ao Divi (campeão geral), ao Sonny (campeão na renda variável), ao Zé Ninguém (campeão nas ações) e ao AdP (campeão nos FIIs).


Obs.: Os investidores marcados com (*) não utilizaram a planilha do AdP no cálculo das rentabilidades.




quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Operando Mini-Índice - Fase 2 - Dia 1

Galera,

Tamo de volta na luta!

Hoje foi um dia de operação bem estranho, confesso que também tive uma noite de sono muito estranha, um misto de ansiedade e apreensão.

Já comecei o dia sendo estopado, comecei cometendo o mesmo erro de ontem: operando contra a tendência. Fechei a primeira operação com prejuízo de 50 reais e falei para mim mesmo: "cara, qual é? vai começar a auto-sabotagem?" A partir deste momento retomei a estratégia correta que era operar a favor da tendência de alta.

Como estava ressabiado não peguei as correções que antes de ontem eu pegaria tranquilo. Fui deixando as correções nas médias passarem e o índice só subindo. Só quando ocorreu uma correção maior foi que tive coragem de entrar, estava realmente apreensivo com meus dogmas, rs.

A partir daí fui acumulando capital com pequenas operações com um ou dois contratos no máximo. Como é custoso operar pequeno viu? Mas assim fui ganhando confiança.

Quando consegui acumular em torno de 200 reais já estava mais tranquilo para fazer uma operação maior. E já tinha em mente que iria operar apenas comprado neste dia. E para entrar com uma mão maior precisaria de uma grande correção que acabou ocorrendo após a abertura do down.

Aguardei então o melhor momento de realizar a compra para realizar a operação matadora do dia. Espero dormir mais tranquilo hoje, além de estar gripado foi uma noite muito volátil, rs.


Obrigado a todos que me deram força para continuar.

Abraço!

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Operando Mini-Índice - Décimo Primeiro Dia (Fail!)

Pessoal,

Hoje no período da manhã estava ganhando 800 reais mas no período da tarde meu emocional descontrolou. Perdi os 4.000 reais que tinha ganho até aqui. Foi meu maior aprendizado até o momento, queria de toda forma reaver os 800 reais do período da manhã e perdi o controle. Não quebrei, tenho os mesmos 1.000 reais de partida na conta, o mercado ainda está me dando esta chance pois se tivesse zerado estaria automaticamente fora do jogo.

Abraço!

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Operando Mini-Índice - Algumas Respostas

Bom dia pessoal!

Respondendo algumas perguntas sobre minhas operações no Mini...

Médias Móveis (configuração)


IFR (configuração)


Gráfico


Correção da figura: A média móvel de 200 é aritmética e não exponencial. Todas as outras são exponenciais.

Resultados até o momento...


O valor azul é líquido e já estão descontados nele o IRPF retido e o ISS. Se terminar o mês positivo irei abater um crédito negativo de day trade em ações que tenho e depois calcular o imposto devido. As taxas de corretagem e emolumentos são relativamente baratas, apenas no segundo e terceiro dias foram altas pois estava iniciando e não tinha noção das quantidades a operar.

Abaixo os planos de corretagem da Rico. Comprei o de 1.000 contratos que já está quase vencendo (teve um dia que operei mais de 500 contratos mas foi acidental). Assim que vencer vou comprar um de 500.


Exemplo de extrato de corretagem...


Editando (9:14)...

Galera, conforme disse no gráfico acima, se o mercado abrisse posicionado em uma das médias móveis seria um ponto de venda. Executei a conduta de forma a alcançar metade da meta diária conforme figuras abaixo. 



O mercado abriu forte, tudo indica que está reagindo bem às novas medidas fiscais do governo e ao PIB da China. Provavelmente irei operar na ponta compradora hoje. Vamos acompanhar...

Edição de fechamento...

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Preço do Petróleo Hoje (Brent Futures)

Bom dia Pessoal!

O barril de petróleo para entrega em março abriu nesta sexta-feira em alta no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, cotado a US$ 48,49, variação de 1,7% em relação ao fechamento de ontem. No momento está em 49,02 como pode ser visto no gráfico abaixo.


Isto é forte indicativo de que a Petrobras continuará o movimento de alta iniciado ontem o que pode também puxar o mercado como um todo. Ainda não vi a cotação do minério de ferro no mercado de Xangai mas se estiver em alta também irá contribuir para um dia de viés positivo na bolsa.

É importante realizar a coleta de alguns indicadores a fim traçarmos um possível panorama para o índice no dia de hoje a acertarmos a direção correta (alta ou baixa). Lembrando sempre que o mercado é quem dita as regras e nenhum indicador é garantia de nada.

Editando (09:50)...

Aê galera, o brent continua forte no dia de hoje, no momento acumula alta de 3,26%. Porém o minério de ferro cai 2,6%. Temos então indicadores de commodities divergentes para o dia. Outro fator que poderá deixar o dia bem volátil é a decisão do Banco Central da Suíça de abandonar o teto cambial.

O índice abriu com gap de baixa no dia de hoje o que me fez entrar comprado com 3 contratinhos. A operação foi no alvo o que já me dá a meta diária. Agora só farei nova entrada no dia se algum fator bem claro contribuir para isto. Só observando...



sábado, 10 de janeiro de 2015

Comprar Petrobras?

A pergunta do momento de todos investidores que desejam dinheiro fácil na bolsa é: "está na hora de comprar Petrobras"?

Tenho duas respostas para esta pergunta: "sim e não".

Do ponto de vista fundamentalista é NÃO, com letras maiúsculas, nem preciso dizer porque. Mas e do ponto de vista gráfico? E do ponto de vista do "valuachion"? Está ou não está barata? Está abaixo do preço justo? Vale a pena uma aposta? Opa, é casino?

Para tentar responder estas perguntas vamos analisar o gráfico mensal da PETR4:


Notem que do último topo ao último fundo o papel caiu 67%. Ações geralmente só caem um percentual desta magnitude em épocas de crise. A última queda da Petro nestes níveis foi na crise de 2008 quando ela caiu 69% de topo a fundo. O analista técnico mais afoito irá pensar assim: "bom, se no passado ela caiu 68% e em seguida ela subiu 155% então eu compro agora e vendo lá pelos 100%". Ah... se análise técnica fosse tão simples assim, muitos ainda pensam que ela pode prever o futuro.

Para expandir um pouco mais a análise vamos analisar o gráfico do petróleo:


Vejam amigos que estamos em plena crise do petróleo (crise de super oferta). Movimento assim só foi percebido na crise de 2008 no passado recente. Mas naquela época o mundo estava em pânico e o contexto atual é diferente. Os EUA estão inundando o mercado com petróleo de folhelho, uma rocha sedimentar que é explorada por meio de técnicas conhecidas como fratura hidráulica e perfuração horizontal.

A revolução do folhelho foi possível graças a um sistema regulatório que permite um investimento rápido e a uma legislação que dá ao dono da terra (e não ao governo) os direitos de mineração, a produção nas formações de folhelho foi acelerada e hoje envolve 6 mil companhias diferentes disputando e aquecendo um mercado abastecido por 4 milhões de poços nos EUA.

Neste cenário, a produção norte-americana de petróleo cresceu 60% desde 2008 e, até 2016, o país pode se tornar o maior produtor do mundo, ultrapassando a Arábia Saudita. Há tanto petróleo no mercado dos EUA que o país se tornou autossuficiente e, em junho, pela primeira vez em quatro décadas, o governo autorizou exportações de petróleo cru.

Outros países como Rússia e Iraque também estão apresentando picos de produção e a demanda comprimida pela lentidão das economias de China, Japão e países europeus agravam o problema.

Voltando aos gráficos, fica fácil perceber que as cotações da Petro só começaram a reagir após a crise de 2008 quando o preço do petróleo começou subir, o que ocorreu lá pelos idos de março de 2009. Foi uma subida vigorosa (não tão vertiginosa quanto a queda), que teve ápice em meados de 2011. Depois disto o preço do petróleo se manteve relativamente estável até meados do ano passado quando o mundo começou precificar a super oferta.

Então pergunto aos queridos amigos: "está a hora de comprar Petrobras"? Do ponto de vista do gráfico do petróleo a resposta é NÃO, com letras maiúsculas novamente. Entrar agora é jogar cara ou coroa, ou seja, 50% de chance de dar certo e 50% de chance de dar errado. Se você tem capital de risco disponível então entre com metade acreditando no "valuachion", mas se não tem então esqueça, é melhor comprar ABEV3 porque ainda não temos super oferta de cerveja.

Coloquei no gráfico do petróleo uma linha amarela para o leitor comparar o preço atual com o preço no movimento de queda da crise de 2008. Fazendo um paralelo com o gráfico da Petro, se a mesma estivesse seguindo na real este preço, o valor atual dela estaria na casa dos 15. Então, em uma análise simplista, o seu preço justo seria algo em torno disto. Porém, desde 2010 a Petro está descolada do preço do petróleo e isto e facilmente percebido quando se confronta os dois gráficos. Com certeza este deslocamento é a imagem fiel do represamento de preços praticado pelo governo nos últimos anos. Então agora o investidor de Petro terá que enfrentar dois pesos pesados: o Brasil (na figura do governo e dos propineiros) e o mundo inundado de óleo. Quem ganha esta briga?

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Operando Mini-Índice - Terceiro Dia

Olá pessoal,

Hoje o post será breve pois já estou fechando o buteco. O aprendizado do dia que ficou foi: se já cumpriu sua meta financeira diária então feche o HB e vá passear.

Conforme dito ao colega E.I. em comentário de post recente, não estou desejando virar treider profissional e muito menos viver disto. Só estou experimentando esta modalidade de operações que há algum tempo estava monitorando. E isto me despertou curiosidade.

Como todos sabem, eu treidava ações mas não tive sucesso com isto. Não só pelo trabalho mas também pelo baixo retorno. Então estou no momento experimentando esta forma de operação, sem maiores pretensões.

Para que eu continue com esta 'empreitada' o plano é obter em média 200 reais diários em no máximo duas horas de operações diárias, o que me daria em torno de 150 reais livres por dia operado. Menos do que isto não vale a pena o esforço. Porém não irei operar todos os dias, apenas aqueles mais direcionais.

Hoje pela manhã consegui bater a meta estipulada como pode ser visto na boleta abaixo...


Porém o vício é tanto que o sujeito resolveu dar uma expiada no mercado no período da tarde, o que caracterizou o aprendizado do dia que seria encerrar as operações com a meta já batida. Acabei fechando o dia com um saldo positivo maior que o da manhã porém os ganhos líquidos serão menores em função do número elevado de contratos que operei no período da tarde. Tentei pegar movimentos de subida em um dia de queda o que gerou vários stops. Apenas quando pegava os rompimentos de suporte o trade caminhava bem.


Para mim está sendo novidade operar vendido, é difícil mudar a mente, depois de vários anos procurando só oportunidade de alta seu cérebro acaba ficando sugestionado. Este está sendo o maior desafio, detectar a tendência do mercado do dia e operar a favor dela, seja de alta ou de baixa.

Não farei mais relatórios diários de operações pois dá trabalho. No fim do mês farei um relatório geralzão contando como foram as operações e se irei continuar no próximo mês. Ficando negativo não continuarei com certeza, ficando abaixo da média estabelecida irei avaliar se vale a pena tentar mais um mês.

O post acabou ficando longo, rs.

Um bom fim de semana a todos!

Investindo na Bolsa Brasileira

Como pode ser visto no levantamento do nosso colega Gringolândia, o investidor pessoa física continua fugindo da bolsa brasileira. Desde a crise de 2008 a galera vem desistindo do mercado de renda variável. Por que nós aqui na blogosfera estamos na contra-mão deste fluxo? Por que os gringos continuam entrando? Nem mesmo as nossas instituições financeiras estão apostando na bolsa, por que? Neste ano que passou apenas os estrangeiros aumentaram participação, será que estamos presenciando aquela situação onde quem está pode dentro do negócio o enxerga pior do que é e quem está por fora o enxerga melhor do que é? Estas são as questões que deixo para os colegas responderem.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Operando Mini-Índice - Segundo Dia

Boa tarde pessoal!

O segundo dia de operação com o Mini foi positivo porém tenso. Aprendizado do dia: não esteja posicionado no Mini no momento da abertura do mercado de ações e não opere alto nos primeiros testes.

Como pode ser visualizado no gráfico abaixo, o Mini esteve andando de lado das 9 até as 10. Foi um período relativamente tranquilo onde consegui, com poucos contratos, obter 90 reais. Quando o IBOV abriu (ponto 1 do gráfico), várias ações já partiram em alta, porém, uma forte pressão vendedora surgiu fazendo com que a maior parte dos papéis caíssem forte em questão de minutos. Eu não estava posicionado no momento da abertura, porém resolvi entrar comprado assim que o preço tocou o primeiro suporte que até então estava sendo respeitado.

Já tinha começado o dia disposto a carregar mais a mão nas operações. Como ontem operei 2 contratos por ordem o teste de hoje seria operar 5 contratos. Esta estratégia se mostrou muito perigosa para um mercado muito volátil e sem direção com foi no dia de hoje.

Após a primeira compra, realizei mais duas compras nos suportes do gráfico ficando então comprado em 15 contratos. O mercado estava derretendo naquele momento, mas um forte suporte já estava definido no gráfico (ponto 2) e foi nesta região que executei então mais 2 ordens. Neste momento já estava negativo em 1.900 reais na conta.

Fiz isto porque o acreditava que batendo no suporte o preço iria repicar, o que de fato ocorreu. Neste momento o psicológico já estava abalado o que me fez definir como ponto de saída da operação a primeira resistência sentida pelo preço. A zeragem completa dos contratos foi então executada no ponto 3.

Quando se está com o psicológico abalado não conseguimos ver o movimento que se desenha, e estava se desenhando um fortíssimo movimento de alta que de fato ocorreu. Fechei o HB para dar uma respirada e refletir sobre o ocorrido, determinar os pontos de falha para que os mesmos não sejam repetidos no futuro.



Após a pausa, como o preço já estava esticado, procurei então pontos de retorno no gráfico. Mas subestimei a força do mercado. Realizei 4 vendas, com a mão mais leve agora, nas resistências que o preço encontrava pelo caminho.

Algo se passava com o mercado de uma forma geral e fui dar um olhada nas principais ações do índice (Petro, Vale, Itaú e Gerdau). Todas estavam fortíssimas principalmente a Petro que vinha engatando um forte movimento de alta. Parei para analisar o gráfico da Petro pois percebi que a mesma estava 'puxando' o mercado de certa forma. Vi que o papel vinha para fechar o último gap, o que de fato ocorreu.

Formulei então uma teoria da conspiração de que, ao fechar o gap, um forte movimento de venda surgiria no mercado (os especuladores realizando o lucro) e isto contribuiria por iniciar um movimento corretivo no índice. Próximo deste ponto o mercado sinalizou topo e fiz então uma venda agressiva de 30 contratos (ponto 4). Já estava convicto de que o mercado começaria um movimento de queda pois as ações citadas acima já tinha começado um movimento de correção, inclusive a Petro.

O objetivo era zerar toda a posição ao encontrar o primeiro suporte que se desenhava no gráfico, o que foi realizado no ponto 5. A partir deste momento já estava positivo novamente no dia em 480 reais e com um grande aprendizado de como não operar Mini Índice. Fechei então a operação.

As compras e vendas agressivas deram certo, não foram executadas na loucura pois tive a sensatez de analisar o mercado de uma forma mais geral, porém, a mão carregada atrapalhou muito o psicológico.

Realizei mais uma vendinha no final do pregão só para arrematar o dia, com 1 contrato apenas, rs, o que fez o ganho bruto fechar em 516 reais como pode ser visto na boleta abaixo.


Meninos, não é brinquedo não...