sábado, 12 de dezembro de 2015

Tags: , , , ,

Mahle-Metal Leve (LEVE3): Na Contramão do IBOV...



Das 44 empresas que tenho em carteira apenas uma tem apresentado valorização da cotação nos últimos 6 meses. A LEVE3 (já falei sobre ela aqui) está na contra-mão do IBOV como pode ser visualizado no gráfico comparativo abaixo:


O que explica este bom desempenho em um momento tão ruim para a indústria brasileira? Principalmente em um momento em que a indústria automobilística bate recordes negativos de vendas a cada mês. A própria empresa responte:


Desempenho





Alavancagem





Crescimento


14 comentários:

  1. sobre o lamentável último post do Pobretão ("Eu quero meu FGTS")

    Postei um comentário que será barrado naquele blog, mas com o qual conclamo aos de boa fé que leiam e interpretem.

    "Critica tanto os que chama de "bostileiros" e age na mesma linha.
    Faça o que digo, mas não faça o que faço.
    Acorda meu garoto : pregando ferrar com a classe empresarial você ferra com a única chance do país, pois apenas a iniciativa privada ainda presta e só ela pode ajudar o país a sair da m...
    Outra : seu rendimento com RF vai ser paulatinamente corroído pela inflação, num país onde a perspectiva de melhora vai decrescendo por mentalidades bostileiras como a sua!"

    ResponderExcluir
  2. A metal leve é uma das minhas ações preferidas, nunca foi muito indicado por analistas, isso para mim já é uma boa notícia. No momento os lucros estão sendo mantidos em patamares anteriores pelas exportações de peças ajudadas pelo câmbio favorável e pelo mercado de reposição. Sócios quando for trocar is filtros do seu possante, solicitem filtros mahle metal leve. Abraço UO.

    ResponderExcluir
  3. Bom post, nao tinha me atentado a LEVE3, realmente uma surpresa. Abraco VDC

    ResponderExcluir
  4. Quando trabalhei em SP via sempre os ônibus desta empresa pegando os funcionários.

    Dever ser uma sensação legal a pessoa ver várias empresas e saber que tem um pedacinho delas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e oi fundada por José Mindlin aquele colecionador de livros famoso (morreu em 2010).

      Excluir
  5. Gosto bastante dessa empresa, estou com ela na carteira também...

    ResponderExcluir
  6. Uorrem Bife,

    Qual sua carteira de ações de longo prazo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É esta... (pelo menos gostaria que fosse, rs)

      CIEL3
      TOTS3
      ITUB3
      UGPA3
      BRFS3
      PSSA3
      LREN3
      CTIP3
      ABEV3
      SNSL3
      MDIA3
      VLID3
      ALUP11
      WEGE3
      RADL3
      BBSE3
      TBLE3
      ODPV3
      SULA11
      GRND3
      LEVE3
      VIVT3
      LAME3
      LINX3

      Excluir
  7. Uorrem Bife, em regra, invisto em empresas que possuem a capacidade de crescer e manter-se estável por longo prazo, como ABEV3, BBAS3, BBDC3, CMIG3, VALE3, WEGE3, BBSE3,...Ocorre que durante esses estudos aparecem 10 (dez) incógnitas: CCRO3, BRFS3, CPLE3, EQTL3, CGRA3, ODPV3, NATU3, MULT3, VLID3 E TOTS3.

    Dentre as empresas citadas, observa-se que a CCRO3 possui muita dependência de concessões, o que impõe grande dúvida sobre seu desempenho a longo prazo e no curto prazo a dívida é bastante alavancada, embora seja a melhor do setor.

    BRFS3 é uma empresa gigante no setor de alimentos, mas possui um desempenho abaixo do esperado, quando comparamos com MDIA3, por exemplo.

    CPLE apresenta desempenho razoável, mas seu ROE e margem deixam a desejar, além do mais tem o estado como majoritário.

    EQTL3 é uma holding de crescimento, parecendo uma empresa com excelente desempenho, mas quando olha-se detalhadamente, percebe-se uma dívida elevada e uma política de distribuição de dividendos insignificante para uma elétrica.

    CGRA3 é uma empresa muito boa, sem dívida e equilibrada, mas está no setor de varejo. Dentro desse setor só enxergo com bons olhos a GRND3.

    ODPV3 é uma empresa de dividendos, sem dívida, mas com múltiplos caros, setor ruim e com crescimento de PL estagnado no tempo.

    NATU3 é uma empresa com excelente margem e ROE, mas com dívida gigante e desempenho a desejar nos últimos anos, além de múltiplos muito caros.

    MULT3 apresentar-se com pouca distribuição de dividendos e baixo crescimento, além de demonstrar queda no ROE.

    VLID3 E TOTS3 são empresas do setor de tecnologia, que embora apresenta bons múltiplos, principalmente a última, põem em dúvida sua sustentabilidade futura, haja vista os critérios fundamentalistas não gostarem de empresas que lidam como elementos tecnológicos.

    Após essas considerações, espero as opiniões sua e dos colegas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitas destas empresas estão na minha lista, algumas eu já tenho mais não compro mais (BBAS, VALE, CCRO, NATU, CGRA)

      Excluir