sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Análise Técnica Aplicada a Criptomoedas

O mercado de criptomoedas opera extremamente volátil no dia de hoje. Algumas altcoins como o Iota chegaram a perder 80% do valor no período mais crítico mas se recuperam neste início de manhã. O bitcoin vale agora 14.300 dólares depois de ter marcado topo em 19.600 dólares no dia 17/12/2017. O mais interessante é que alguns gráficos se transformaram em uma pintura de livro com o último topo servindo de suporte para o movimento de queda.


 Gráfico do Iota: Topo de agosto serviu como suporte para a queda de hoje.


 Gráfico do Monero: Topo de agosto serviu como suporte para a queda de hoje.


Gráfico do Bitcoin: A moeda mais forte do mercado também apresentou queda expressiva mas não atingiu os topos anteriores. Ainda poderá atingir?!

Acompanhe aqui em tempo real a recuperação das principais criptomoedas do mercado.


terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Finansfera Brasileira no Exterior

O colega blogueiro AA40 que escreve no excelente blog Aposente aos 40 acabou de levar nossa comunidade de finanças para o exterior. Através de uma belíssima entrevista concedida à blogueira FireCracker que escreve no site Millennial Revolution, o AA40 falou sobre diversos assuntos como independência financeira, aposentadoria precoce, investimentos, alocação de ativos, ETFs, ações, inflação, títulos públicos, custo de vida, dentre outros assuntos.


To which my response was: There’s a FIRE community in Brazil?!? Turns out: yeah! There’s a small but vibrant community of FIRE bloggers in Brazil who are pursuing FI in their own unique way, with the added challenge of being mostly Portuguese-speaking only, meaning many of them can’t read the plethora of FI blogs in North America, hence guys like my emailer who were trying to run around and translate English-language articles into Portuguese for the Brazilian community.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Megafazendas

Fiz este post em 2014 mas acabei de atualizá-lo no site Abacus Liquid com dados atualizados. Acessem.

O Agronegócio no Brasil tem uma expressiva participação na economia do país e representou aproximadamente 22,15% do PIB em 2012. Nos últimos 20 anos, a área plantada com grãos cresceu 37% e produção, mais de 176%. Atualmente o país ocupa notável posição mundial na produção agroindustrial.

- 1º produtor mundial de café, açúcar e laranja.
- 1º exportador mundial de carne bovina e de aves.
- 1º produtor de cana e açúcar e líder na exportação de açúcar e etanol.
- 2º produtor mundial de soja.

O Brasil é um país com vocação natural para o agronegócio devido às suas características e diversidades. Com seus 8,5 milhões de km o Brasil é o país mais extenso da América do Sul e o quinto do mundo com potencial de expansão de sua capacidade agrícola sem necessidade de agredir o meio ambiente.

O aumento da população e a consequente demanda por alimentos são fatores que contribuem para que o Brasil se consolide como líder mundial no agronegócio e seja conhecido como “celeiro do mundo”.

Projeções do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento indicam perspectivas positivas para o setor nos próximos dez anos. Além da ampliação das lavouras e do crescimento da produção de grãos, é destaque o aumento da produção de carnes – bovina, suína e aves.

Segundo o relatório Projeções do Agronegócio - Brasil 2012/23 a 2022/23, o setor deverá crescer 35% no período. De acordo com o estudo, o responsável pela expansão será o crescimento do consumo, sobretudo interno.


Pelas previsões, em relação aos números deste ano, mais 9,3 milhões de toneladas de carnes serão produzidas no país em dez anos, com o total passando de 26,5 milhões de toneladas para 35,8 milhões de toneladas. Quanto ao consumo de carnes, o relatório projeta aumento de 3,6% ao ano, no período 2013-2023.

As carnes fazem parte de uma cesta mais diversificada, que começa a se formar com o aumento de renda das populações, tanto da população mundial quanto da população local. O produto está diretamente relacionado ao aumento da renda.

O relatório vê possibilidade de crescimento nos demais setores do agronegócio: a produção de grãos deverá passar de 184,2 milhões de toneladas em 2012/13 para 222,3 milhões em 2023, com potencial de produção que pode chegar a 274,8 milhões de toneladas. Isso significa um acréscimo à oferta entre 20,7% e 49,2% na próxima década.

 
A área plantada de grãos deverá expandir-se entre 8,2% e 30,3%, passando de 53 milhões de hectares em 2013 para 57,3 milhões de hectares em 2023. De acordo com o relatório, no limite extremo, a área plantada iria para 69 milhões de hectares. Já a área total plantada com lavouras deverá passar de 67 milhões de hectares em 2013 para 75,5 milhões em 2023. A expansão está concentrada no crescimento da soja, 6,71 milhões de hectares, e de cana-de-açúcar, 2,2 milhões. O milho também deve ter expansão de área de por volta de 1 milhão de hectare.

Megafazendas


Um novo conceito no agronegócio nacional e mundial está sendo cada vez mais estudado e explorado, são as chamadas 'Megafazendas', ou seja, grupos empresariais formados por fundos, investidores ou grandes produtores com metas ambiciosas de exploração de terras para a agricultura.
  
Estes grupos geralmente tem ações negociadas em Bolsa, controle difuso, gestão profissionalizada e planejamento estratégico. Por oferecer mais garantias aos credores, possui também acesso maior a recursos financeiros do que as fazendas tradicionais, permitindo-a investir em estudos hidrológicos, de análise de solo e no desenvolvimento de pessoas.

O maior benefício, porém, é o da escala pois, para formar uma boa margem, é preciso comprar bem os insumos e vender bem a commodity. Em outras palavras, com maior poder de barganha se faz melhor as duas coisas.

A onda de investimentos ganhou força a partir de 2000, com a alta das commodities, principalmente na nova fronteira agrícola brasileira, área conhecida como Mapitoba (Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia), onde o plantio de soja cresceu mais de 100% na última década.

Além do lucro na operação, as empresas ganham com a valorização da terra. Segundo a Informa Economics FNP, o preço da terra de alta produtividade em Uruçuí (PI), uma das principais áreas do Mapitoba, subiu 256% de 2003 a 2013.

Por serem maiores, as novas empresas do agronegócio conseguem negociar melhor o valor do aluguel das terras, além de obter a preferência dos proprietários por apresentarem menor risco.

Análise 


No quadro abaixo listo os três principais grupos que possuem ações negociadas na bolsa. Ao se analisar os múltiplos vemos que o grupo SLC Agrícola se destaca entre os três. A BrasilAgro também apresenta bons números considerando que a empresa está em pleno processo de estruturação e crescimento. Já a Vanguarda Agro é um grupo que, apesar dos números negativos, deve ser colocado no holofote nos próximos anos.


Este mês realizei um pequeno aporte na AGRO3 e devo manter aportes mensais fixos neste grupo nos próximos meses. Além das perspectivas de crescimento considero que o preço do papel está bem descontado e inclusive abaixo do valor patrimonial da empresa. Pretendo também realizar 3 compras com valores mais elevados no papel SLCE3 na carteira de crescimento, no momento só aguardando uma diminuição no preço dos papéis que subiram muito nos últimos meses.

Fontes: http://www.ecoagro.agr.br http://exame.abril.com.br/economia/noticias/agronegocio-no-brasil-crescera-35-em-10-anos-diz-relatorio?page=1 http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2013/10/1352463-megafazendas-lideram-crescimento-no-cerrado.shtml

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Prostituição em Blogs Gerando Dinheiro e Renda Passiva

No dia de ontem recebi o seguinte comentário de um leitor deste blog: "Essa prostituicao de todos fazerem blogs para tentar ganhar alguns centavos no final do dia é uma merda...é quase mendigar! nao façam isso".

Este comentário foi postado no último artigo no qual falei sobre as estratégias das grandes varejistas  para monetizar seus market places. Respeito a opinião de todas as pessoas mas é difícil agradar todo mundo. Porém tenho duas colocações:

1 - O blogueiro que procura atuar de uma forma mais profissional e produz conteúdo de qualidade não irá ganhar centavos, não irá mendigar. Pelo contrário, veja meu exemplo pessoal, em 11 meses usando meus sites para veicular material publicitário tive um faturamento de 10.019 dólares só com AdSense, o que equivale - no dólar de hoje - a mais de 33 mil reais. É uma renda adicional que não posso simplesmente dispensar. Este dinheiro me permitiu comprar mais ações e mais FIIs neste ano o que aumentou minha renda passiva em cerca de 230 reais por mês. E o que é mais interessante, estes 230 reais são somados aos 5.000 reais que tenho recebido por mês com os blogs, ou seja, é uma bola de neve que aumenta a cada dia.


2 - Produzir conteúdo é trabalhoso e conteúdo de qualidade é mais trabalhoso ainda. Então nada mais justo do que ser recompensando por este trabalho. Basta fazer de forma que a publicidade não chame mais atenção do que conteúdo, afinal, o leitor entra em um blog em busca de informação e não de produtos para comprar. Mas se isto é prostituição, então sinto informar que sou um puto mesmo, rs.