sábado, 22 de novembro de 2014

Tags:

Melhores Setores para Investir


No início deste ano, a consultoria de investimentos Mercer divulgou uma pesquisa sobre cenários econômicos para 2014. O objetivo foi determinar os melhores setores e ações para investir em 2014. A pesquisa contou com a participação de 45 gestores de instituições como BlackRock, BNP Paribas, BTG Pactual, dentre outras.


De acordo com a pesquisa, entre os setores mais atrativos para 2014 estavam: Bancos, Mineração (ops!), Papel & Celulose, Serviços e Siderurgia (ops!). Destes, os bancos foram os que receberam a melhor avaliação, com 73% dos gestores o colocando entre os setores mais atrativos e nenhum no campo menos atrativo.

Em seguida veio as mineradoras e as empresas de celulose que foram colocadas como atrativas por 32% e 27% dos gestores, respectivamente, e como menos atrativa por nenhum deles. Já os setores de Serviços e Siderurgia, apesar de terem sido citados entre os mais atrativos, também figuraram entre os menos atrativos.

Já os setores apontados como os menos atrativos foram Petróleo, Energia Elétria, Varejo, Construção e Telecom que receberam avaliações negativas por 51%, 46%, 41%, 35% e 27% dos gestores, nesta ordem.

Dito isto, vamos fazer uma rápida análise através dos índices setoriais da bolsa, confrontando as visões dos gestores no início do ano com o realizado anual até o momento.

Setor de Bancos x Índice Financeiro

Podemos constatar que os gestores acertaram em cheio nesta previsão. O que vem contribuindo para este desempenho são os altos lucros auferidos pelos grandes bancos (Itaú, Bradesco e Banco do Brasil) trimestre a trimestre. Os bancos médios como ABC Brasil também não ficam para trás. Como podemos ver no gáfico abaixo, o setor teve um pico em agosto com as especulações em torno da vitória de Aécio. Agora o setor ganha força novamente com o anúncio do nome do novo ministro da fazenda.


Setor Elétrico x Índice de Elétricas

Podemos notar que as previsões negativas dos gestores para este setor estão se concretizando agora no final do ano. Empresas sólidas como CEMIG estão sendo colocadas na berlinda. Não podemos tirar conclusões neste setor pois temos também empresas que estão performando bem como Alupar. É um setor muito heterogêneo, como empresas boas e ruins, e o índice mostrado no gráfico abaixo não nos fornece muitos dados.


Setor Industrial x Índice Industrial

A pesquisa não fez referência clara ao setor industrial mas citou empresas de celulose e petróleo. Não conseguiremos tirar conclusões a partir da análise índice industrial mostrado abaixo. De qualquer vemos uma recuperação ao longo do ano. As quedas verificadas em janeiro e fevereiro foram praticamente anuladas nos meses subsequentes.


Setor de Serviços x Índice de Consumo

A pesquisa também não fez referência clara ao setor de consumo, porém citou o setor de serviços como promissor para 2014. Podemos observar pelo gráfico do setor mostrado abaixo que estamos rompendo topo histórico. Apesar disto ainda fica atrás do setor financeiro em termos de valorização no ano.

 
Setor de Construção x Índice Imobiliário

A pesquisa não citou diretamente o setor imobiliário mas apontou o setor de construção como um dos piores para 2011. Os gestores acertaram esta previsão mas até meu filho de 5 meses acertaria. É de longe o pior setor do ano. Analisando o gráfico do setor mostrado abaixo vemos que o setor está em queda desde 2014.


O gráfico do IFIX apresenta um movimento similar. Observamos uma recuperação desde fevereiro último mas entramos novamente em uma tendência de baixa. Chama atenção a média móvel de 40 períodos (linha vermelha) que foi resistênca clara ao movimento de alta tando no IFIX quanto no IMOB, e tem gente que ainda não acredita em análise gráfica, rs.


Ações

Segundo os gestores entrevistados, as ações do Itaú (ITUB4), BB Seguridade (BBSE3), Cosan (CSAN3), Ambev (ABEV3), Cielo (CIEL3) e Estácio (ESTC3) seriam as mais promissoras para o ano. No segundo pelotão foram citadas Kronton (KROT3), Cetip (CTIP3), Suzano (SUZB5), Fibria (FIBR3) e Klabin (KLBN4). Vamos então verificar, através dos gráficos, o desempenho destes papéis ao longo do ano...

ITUB4 

Bombou: lucros cada vez maiores, cotação em alta!


BBSE3

Bombou: desde o IPO só alta, setor de seguros forte como nunca, PSSA3 também não fica para trás!


CSAN3

De lado: fraquejou no primeiro semestre, subiu com as especulações eleitorais, voltou para a estaca zero.


ABEV3

De lado: está dentro de um retângilo há meses, agora no final do ano ameça romper a congestão.


CIEL3

Bombou: grande alta no primeiro semestre e lateralização no segundo, continua sendo a empresa queridinha dos investidores de longo prazo!


ESTC3

Bombou: grande alta no primeiro semestre e lateralização no segundo, de qualquer forma o setor de educação continua um dos mais fortes!


KROT3

Bombou: sem comentários, melhor performance dos últimos tempos na bolsa, dá vontade de chorar só de ver o gráfico (isto porque não comprei)!


CTIP3

Bombou: empresa lateralizou durante todo ano de 2013 e explodiu neste ano, como eu costumo dizer, é empresa para casar, lucros consistentes, oligopólio de mercado e talz...


SUZB5

Bombou: desde meados de 2012 só sobe pegando carona no Dólar, em tempos de depreciação do Real é uma boa aposta.


FIBR3

Bombou: item SUZB5!


KLBN4

Bombou: empresa que também é beneficiada pela alta do Dólar mas que vem implementando um plano de crescimento agressivo.


Ações por Setor

Alimentos

O setor de alimentos é um dos mais promissores para os próximos anos. Todo investidor deve ter pelo menos uma empresa deste setor na carteira. Coloco aqui as três grandes do setor: MDIA3, BRFS3 e JBSS3.

A M. Dias Branco é unanimidade no setor mas sua alta foi tão forte em 2012/2013 que no ano de 2014 perdeu o fôlego e lateralizou. Para os atrasados é bom momento de compra.

A Brasil Foods tem apresentado resultados fortíssimos o que tem refletido nas cotações. Para quem não liga para cotações é compra imediata mas para quem não gosta de comprar topo é momento de ficar de fora.

A JBS é uma das empresas mais polêmicas da bolsa. Tem como um dos principais sócios o BNDES e agora está sendo processada pelo seu garoto propaganda vegetariano. Para quem quer pegar carona na alta da carne pode ser uma boa aposta, mas para mim o timing já passou.




Telecomunicação

Aqui temos duas representantes do setor de telefonia: a OIBR4 na ponta negativa e a VIVT4 na ponta positiva. É um setor complicado para o investidor de longo prazo, não aconselharia aportes mas se o colega quer apostar a escolha recai sobre a Vivo.



Siderurgia

Coloco aqui a menos ruim do setor: GGBR4. Foi um dos setores apontados pelos gestores como promissor para 2014 o que não se verificou. No curto e médio prazo não vejo sinais de melhora. É conta e risco do investidor que deseja apostar no longo prazo e comprar "teoricamente" barato.


Mineração

O setor está representado aqui pela aclamada Vale. Empresa que já deu muitas alegrias aos investidores no passado mas que vem sofrendo com o ciclo de queda do minério de ferro. Também não há sinas de melhora para o curto e médio prazo e o que foi dito para a Gerdau também serve para a Vale.


Óleo e Gás

Aqui coloco a famigerada Petro. Costumo dizer que isto seria um turn-around para longuíssimo prazo mas para mim só serve para especulação no curto prazo.


Cenário Macroeconômico

A pesquisa em questão também abrangeu o comportamento fos indicadores macroeconômicos para 2014. Segundo opinião dos gestores, na média, o Brasil deve fechar o ano com um crescimento de 1,85% (sabem de nada inocentes), IPCA em 6,09% e IGPM em 5,89%. No atual momento as previsões são de que o Brasil feche o ano com PIB de 0,3%. O IPCA de 12 meses está em 6,59% e o IGPM em 2,96%.

Já a taxa SELIC, segundo a pesquisa, terminaria o ano em 11,36%. No momento o acumulado em 12 meses é de 10,58%. No mercado de renda variável, o IBOV fecharia o ano em 56.969 pontos e o Dólar ficaria acima de R$2,40. O IBOV fechou ontem em 56.084 e o Dólar em R$2,51.

A minha análise geral é que os gestores mais acertaram do que erraram. Mas o cenário do ano era muito previsível. Tirando a saculejada que o mercado sofreu durante o período eleitoral, estamos fechando o ano dentros das previsões.

Mesmo com a releição de Dilma sigo otimista em relação aos investimentos em renda variável. Penso as empresas que são realmente fortes assim irão continuar. Como foi apontado pelos próprios gestores, os setores de bancos, de alimentos e de educação continuarão performando bem. Devemos evitar os setores de Siderurgia, Mineração e Petróleo. Outras apostas são os setores de Serviços, Tecnologia e, derepende, o setor Elétrico ou Industrial.

Abaixo listo algumas apostas pessoais...







Bom fim de semana a todos!

20 comentários:

  1. 1) Serão as previsoes dos menos atrativos mais faceis que as dos mais atrativos?

    2) E para 2015, quais seriam na sua opinião os menos atrativos e os mais atrativos?

    3) Como você faz esses graficos? Usa algum programa específico? Pode fazer um post para ensinar como fazer, a fim de disseminar esse conhecimento e para que possamos também trazer análises baseadas em graficos?

    4) Estou de olho na CETIP... quase entrei nesse ano, uma burrada não tê-lo feito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1 - Como assim?

      2 - Menos atrativos: siderurgia, mineração, petróleo. Mais atrativos: financeiro, alimentação, educação.

      3 - A ferramenta gráfica do HB da MyCap gera automaticamente. Seu HB também deve ter.

      4 - Eu comprei muito pouco dela no início do ano, arrependimento não ter comprado mais.

      Excluir
  2. E tem gente que crítica a bolsa brasleira, neste post, tirando PETR, VALE e GGBR, todas as ações bombando nos gráficos.

    ResponderExcluir
  3. Grande Uó,

    Mais um ótimo post no seu blog! Eu, pessoalmente, estou muito satisfeito com a composição da minha carteira. Em 2015 pretendo ingressar no setor de Bens Industriais e estou de olho na WEGE3.

    Ela é uma empresa lucrativa, sólida e discreta, exatamente do jeito que eu gosto. O bom também é que ela é global e grande parte da sua receita vem do exterior.

    E para encerrar, TOTS3 e UGPA3 não são apostas de forma alguma, e sim realidades.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande I.L., muito obrigado!

      Weg realmente vem se destacando no setor industrial, estou de olho também.

      Sobre Totvs, irei fazer mais um aporte na próxima segunda. Devo aportar também em M. Dias ainda este ano.

      Abraço!

      Excluir
    2. UB,

      A WEG é um caso a parte no setor industrial, rs. Somos sócios na Totvs e na M. Dias Branco.

      Abraços!

      Excluir
    3. Vendi hoje as 600 BBAS que tinha comprado dias atrás, comprei mais algumas TOTS3 e estou líquido em certa quantia. Vou agurdar o mercado corrigir um pouco, esta semana será nervosa. MDIA3 devo comprar só mês que vem.

      Excluir
    4. Uó,

      Comprou essas BBAS3 para "treidar", correto? Eu também comprei hoje... Pintou uma novidade na minha carteira, e não é a KEPL3. Qual é o seu palpite?

      Abraços!

      Excluir
    5. Sim I.L., trade, mas vendi a BBAs hoje no início do pregão, apurei 2.700 de lucro bruto.
      Novidade? começa com qual letra? rs sei não...

      Excluir
    6. UB,

      Parabéns pelo lucro! Respondendo a sua pergunta, a minha novidade começa com a letra C... Ficou fácil agora, né?

      Abraços.

      Excluir
    7. Uó,

      CCRO3 eu já tenho. Você não sabe qual é a minha carteira não? Agora vou te entregar de bandeja. Essa minha nova empresa é uma noiva perfeita...

      Abraços!

      Excluir
    8. UB,

      Que Cyrela o que, rs. É a Cetip rapaz! Você não matou a charada, em? E isso que estava fácil. Eu não consegui resistir a essa belezura e resolvi encarteirar ela.

      Abraços!

      Excluir
  4. É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA! É TETRA!

    ResponderExcluir
  5. Olá UB!
    Legal a sua postagem. O meu HB da Mirae não tem isso não..
    Que tal você fazer um artigo de como utiliza ferramentas de análise técnica? Métricas principais, controle de risco, etc
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sô! Também opero pela Mirae, mas o gráfico lá é mais limitado.
      Beleza, vou prepaar um artigo mostrando como eu opero, seu pedido é uma ordem, rs.

      Excluir
  6. Boa UB!
    Compartilho de algumas apostas pessoais, muito legal esse estudo que você fez comparando!
    Parabéns.
    Abraços!

    ResponderExcluir