O Dólar Cairá Mais?

watch_later quinta-feira, 9 de junho de 2016



"O mercado é basicamente uma transferência de valor dos mais aflitos para os mais pacientes." W.B.

No pregão de ontem o dólar fechou no menor valor frente ao real dos últimos 12 meses. A moeda já vem caindo há alguns dias mas o aumento da percepção de que o Banco Central tolerá uma taxa de câmbio mais apreciada fez os vendedores atuarem com apetite no dia de ontem. No fechamento, o dólar comercial caiu 2,31% chegando a R$ 3,3691, o menor valor desde Julho de 2015. Já no mercado futuro o papel fechou em R$ 3,3905.


Analista disseram que ontem se formou uma "pequena tempestade perfeita" em torno da moeda. O dólar teve uma sessão de perdas em todo o mundo pressionado pelo esfriamento das expectativas sobre altas de juros nos E.U.A. Isto impulsionou commodities, bolsas de valores e bônus de países emergentes, reduzindo prêmios de risco e amparando o cenário de fluxo para mercados em desenvolvimento como o Brasil.

O Real se destacou ainda mais que seus pares após o mercado avaliar que o Banco Central poderá ser menos ativo no câmbio. O câmbio teria então espaço para responder mais aos elementos externos. A percepção de que o Banco Central deixará o câmbio "correr mais solto" veio das declarações do indicado à presidência Ilan Goldfajn.

Goldfajn defendeu esforços para restabelecer no país o "tripé macroeconômico" formado por responsabilidade fiscal, controle da inflação e câmbio flutuante.

"Considero haver praticamente consenso de que é preciso reconstruir o quanto antes o tripé macroeconômico formado por responsabilidade fiscal, controle da inflação e regime de câmbio flutuante, que permitiu ao Brasil ascender econômica e socialmente em passado não muito distante. O preço do dólar não será conduzido. Será flutuante. Cambio flutuante é e continuará de extrema ajuda. Ter uma taxa de câmbio flutuante faz com que consiga equilibrar internamente e externamente a economia brasileira."

Até então muitos analistas no mercado via um piso nos R$ 3,50 e as declarações do Ilan contrariaram essa tese, Há sim espaço para o dólar recuar ainda mais, mas ninguém neste momento arrisca uma aposta.

Se do ponto de vista fundamentalista ninguém consegue estimar um piso para a moeda no cenário atual, vamos então recorrer à análise gráfica para tentar achar pontos de possível suporte.

No gráfico do dólar futuro mostrado acima, o próximo suporte de preços está na região dos R$ 3,29. Porém arrisco a dizer que a queda tem força para alcançar os R$ 3,2 como possível ponto de retorno. Acho pouco provável que a moeda venha abaixo de R$ 3 reais, mas se acontecer, o ponto de retorno estaria em torno de R$ 2,9.


Como já havia anunciado anteriormente, em R$ 3,2 sou comprador da moeda. Assim falou Zaratustra.

Fonte
avatar

Ola Uo,

Podia voltar para 2,00 reais para facilitar viagens para os EUA rsrs

Abraco

delete 9 de junho de 2016 10:15
avatar

Excelente análise gráfica Uó!!! tela mais limpa que chão de hospital!!!

delete 9 de junho de 2016 12:53
avatar
Fiorante

Caro Uó,

Curto muito o seu blog, me fez gostar cada vez mais desse assuntos de finanças.
Atualmente estou na renda fixa e ensaio a entrada aos poucos na renda variável.

Peço-te desculpas por fazer uma pergunta sobre algo não ligado ao assunto da postagem e também se for uma pergunta muito cretina.
É o seguinte, estou montando uma tabela sobre os fundamentos de algumas empresas, a fim de estudar sobre qual comprar. Estava estranhando o fato que sempre os ativos e passivos davam o mesmo resultado. Constatei que o Patrimônio Líquido é colocado como passivo, por quê isso?
E após corrigir, vejo que o caixa líquido é igual ao patrimônio, e estranho o fato de todas as empresas vistas até agora, sempre apresentar caixa líquido positivo, sempre com passivos abaixo dos ativos.

Desculpa pelo longo texto, forte abraço!

delete 9 de junho de 2016 20:26
avatar

Bela postagem.. assim fica fácil se manter ligado sobre o mercado, é só vir até aqui no seu blog.. hehe

abraços

delete 10 de junho de 2016 08:02
avatar
Uorrem Bife person

rs, será dificil.

delete 10 de junho de 2016 11:25
avatar
Uorrem Bife person
avatar
Uorrem Bife person

Olá Fiorante, eu considero o caixa líquido a subtração do caixa atual + aplicações financeiras menos dívidas de longo e curto prazo. Para mim isto é o que importa.

abraço!

delete 10 de junho de 2016 11:26
avatar
Uorrem Bife person

hehe, obrigado Japa!

delete 10 de junho de 2016 11:27
avatar
Anônimo

Uorrem,

Um dia você comentou que preferiria aplicar em índice a comprar dólar.
Me interessei pelo assunto e gostaria de saber se é como aplicar em ações...


Att.
C.J.

delete 10 de junho de 2016 15:37
avatar
Anônimo

Quis dizer minicontrato*

delete 10 de junho de 2016 15:52
avatar
Uorrem Bife person

Na verdade vc não "aplica" em contratos, vc compra ou vende para um vencimento. Mas não deixa de ser uma forma de proteger os seus reais investimentos. Vc pode ter por exemplo uma carteira de ações e usar mini-contratos para defender a carteira em momentos de baixa.

Abraço

delete 11 de junho de 2016 17:07



sentiment_satisfied Emoticon